Alimentação adequada ajuda na gestação de ovinos

Um dos principais cuidados que se devem  tomar para uma boa gestação de ovinos é a alimentação. Porém, muitos produtores deixam a desejar nesse quesito, principal responsável pelo bom desenvolvimento do feto e a consequente boa produtividade. A  gestação de uma ovelha dura em média 150 dias, e nos últimos 50 dias de gestação, as ovelhas requerem mais atenção, pois é quando cerca de 70% do feto é formado.

- Nos 100 primeiros dias, a alimentação é normal, pois ela não precisa de tantos elementos energéticos. Já no final da gestação, é preciso atenção especial para essas ovelhas, quando começam a gerar os 70% da produção fetal.

Além disso, as ovelhas podem ter gestação de um animal, de duplos ou triplos. Portanto, se o produtor se descuidar, elas podem sofrer distúrbios metabólicos, como a toxemia da gestação, ou seja, a falta de energia no organismo do animal, necessária para produzir o restante do feto - explica a professora de Zootecnia Carla Fabrícia Cordeiro do Instituto Federal de Alagoas (IFAL).

Além disso, antes da gestação, ela afirma que é preciso ter cuidados com o escore corporal, ou seja, o estado corporal no qual o animal se encontra. Portanto, a ovelha não pode estar nem obesa, nem muito magra, o que pode contribuir também para o distúrbio metabólico.

Outro fator muito importante na gestação do animal é a sanidade. Os animais precisam estar em um local bem higienizado e desinfetado para evitar maiores índices de ocorrência de enfermidades, como verminoses, micoses e doenças de pele. Além disso, o cordeiro precisa nascer em um ambiente bem preparado.

Um bom manejo das ovelhas proporciona o sucesso da criação ao produtor. Todas essas preocupações com o manejo visam buscar maior lucratividade da criação. Se o produtor se descuida de pequenos detalhes, pode provocar grandes prejuízos, avisa.

Para a professora, um dos principais erros cometidos pelos produtores é a alimentação inadequada dos animais. Segundo ela, muitos deles não adotam o Flushing, que é uma suplementação destinada tanto para o final da gestação, para que a ovelha possa produzir 70% do feto, quanto para a recuperação, quando essas ovelhas têm o escore corporal um pouco abaixo do ideal para a fase de reprodução.

Autor(a): Kamila Pitombeira Fonte: Portal Dia de Campo  

Conheça o Curso de Manejo Reprodutivo em Ovinos

   

Áreas

Artigos

Destaques

Ovinos

Newsletter
Receba as novidades da
Revista Veterinária no seu email!
Sites relacionados
© 2014 Revista Veterinária. Todos os Direitos Reservados.