Por que os cachorros lambem

O cachorro usa sua língua para explorar e conhecer o mundo. Sua língua é tão útil como nossos olhos e mãos são para nós. Eles a usam para sentir o gosto das coisas, e também para explorar a presença de outras pessoas e animais, para mostrar submissividade e para demonstrar que eles gostam de sua companhia e amizade.

Lamber é uma atitude absolutamente normal para os cães mas alguns, simplesmente, vão longe demais. Alguns cães perseguem seus donos em todos os lugares sempre lambendo suas pernas e mãos e, se têm uma chance, seu rosto também. E tudo isso, porque eles querem dizer que os amam.

Mas, normalmente, as lambidas podem carregar mais significado do que simples afeto. É muito fácil saber se ele está lambendo para mostrar afeto: em geral, ele vai estar relaxado, feliz e de bom humor. Bons exemplos são quando se chega em casa, depois de um longo dia de trabalho, ou quando os dois, cão e dono estão deitados, vendo televisão e ele começa a lambê-lo.

Uma outra razão de cachorros lamberem os donos, repetidamente, é porque estão ansiosos e estressados. Se ele estiver infeliz ou tenso, esta é uma das maneiras comuns que ele pode escolher para demonstrar isso. Alguns cachorros lambem a si próprios, outros lambem o dono. Não é difícil identificar as causas desse estado de ansiedade: O seu cachorro está recebendo atenção e estímulo suficientes? Ele está se exercitando com frequencia? Está tendo tempo suficiente para ir para fora de casa farejar, explorar o mundo ou simplesmente brincar? Você lhe dá atenção suficiente quando está em casa ou apenas o cumprimenta, rapidamente, e segue com a rotina do dia-a-dia?

Esses são aspectos a considerar se o cachorro vem demonstrando esse comportamento de lamber excessivamente. Dependendo das circunstâncias e da qualidade de vida do cão, pode-se precisar fazer alguns ajustes na maneira de lidar com ele para diminuir a lambeção. Talvez seja necessário que o dono vá à casa mais vezes, durante o dia, talvez acordar meia hora mais cedo de manhã para dar uma boa volta com ele antes de sair para trabalhar (isso varia muito em cada cachorro, mas a maioria deve se exercitar ao redor de uma hora e meia por dia). Talvez só se precise passar mais tempo com ele durante a noite, brincando, adestrando, escovando ou apenas fazendo companhia um ao outro.

Considerando estes dois motivos apresentados anteriormente, se o dono quiser diminuir esse comportamento em seu cão, uma mudança na sua linguagem corporal é uma maneira eficaz de conseguir isso. Deve parar com a demonstração de afeto para ele entender que não gosta disso. Quando ele começar a lamber, levante-se imediatamente e vire-se de costas para ele. Os cães compreendem a linguagem corporal muito melhor que a verbal, portanto não se olha para ele e nem se diz  nada, apenas ignorá-lo é o suficiente.

    Fonte: Site Adestrador do Amigo Adaptação: Revista Veterinária  

Conheça o Curso de Emergência e Pronto Atendimento em Cães e Gatos

   

Curiosidades

Notícias

Newsletter
Receba as novidades da
Revista Veterinária no seu email!
Sites relacionados
© 2014 Revista Veterinária. Todos os Direitos Reservados.