Ultrassonografia em pequenos animais

O exame ultrassonográfico consiste em uma ferramenta fundamental na medicina diagnóstica de cães e gatos, permitindo avaliar a morfologia de diversos órgãos abdominais, presença de efusões cavitárias, lesões expansivas, entre outras atribuições. Os avanços tecnológicos permitem o acesso a aparelhos com definição de imagem cada vez melhores, refinando sobremaneira o diagnóstico. Importante dizer ainda que hoje o custo da tecnologia diminuiu substancialmente, colocando a mesma a disposição de um grande número de veterinários.

Utilizada a cerca de 10 anos, a ultrassonografia veterinária  muitas vezes é o exame de primeira escolha do clínico, já que ele permite um visão geral de todos os órgão internos do animal, além de ser um método não invasivo e totalmente seguro.

Para realização de um bom exame ultrassonográfico é necessário algumas recomendações como fazer jejum de 12 horas para diminuir a quantidade de alimento e gás em trato gastrointestinal, ingerir bastante líquido, exceto leite, que pode aumentar a quantidade de gases e não urinar por pelo menos 2 horas antes do exame.

A ultrassonografia é indicada para obter informações de vários órgãos como fígado, baço, rins, bexiga pâncreas entre outros. Dentre as indicações a mais freqüente é o uso na gestação de animais que pode ser detectada à partir de 20 dias após a cobertura. Além disso pode se calcular a idade gestacional que é avaliada através da maturação fetal e a vitalidade observada pela monitoração da freqüência cardíaca fetal. A contagem dos fetos pode ser realizada a partir de 28 - 30 dias de gestação, mas o número de fetos será sempre aproximado e quanto maior o número de fetos menor a chance de acerto. A reabsorção e a morte fetal (maceração e mumificação) também são visualizadas.

Além de tudo, a capacitação técnica é ponto fundamental para obtenção de um diagnóstico correto para uma terapêutica adequada. Desta maneira, o profissional deve reconhecendo a anatomia sonográfica normal e suas principais alterações, e, sobretudo, deve saber correlacionar os achados com as informações clínicas, otimizando o processo diagnóstico.

  Fonte: Apostila CPT Cursos Presenciais

Conheça o Curso de Interpretação Ultrassonografica em Pequenos Animais

     

Artigos

Pequenos Animais

Newsletter
Receba as novidades da
Revista Veterinária no seu email!
Sites relacionados
© 2014 Revista Veterinária. Todos os Direitos Reservados.