Leite contaminado com resíduos de antibióticos pode fazer mal a saúde

O leite é um alimento rico em proteínas, vitaminas, gordura, carboidratos e sais minerais (principalmente cálcio), essenciais aos seres humanos. Durante sua produção, pode ocorrer de passar pelas glândulas mamárias da vaca medicamentos ou drogas que eventualmente tenham sido usadas por veterinários para controle de alguma doença nesse mesmo animal.

Para a indústria o leite contaminado gera problemas devido a sensibilidade dos processos de fabricação de queijos, iogurtes e outros produtos que passam por fermentação. Além disso, a pasteurização do leite não elimina odores desagradáveis da manteiga e creme.

 A contaminação do leite também pode trazer problemas ligados à saúde pública. A ingestão desse alimento contaminado pode causar reações alérgicas ou tóxicas. As reações alérgicas geralmente se manifestam como urticárias, dermatites ou rinites e asma brônquica.

O aparecimento de resíduos de antibióticos no leite geralmente se dá quando a vaca em período de lactação passa por tratamento, na maioria das vezes por problemas de mastite. Ainda que se faça aplicação de antibiótico em apenas um quarto mamário acontece a contaminação do leite da parte mamária que não foi tratada. Isso porque o antibiótico é absorvido e passa para a corrente sanguínea e contamina todo o leite.

Quando o tratamento é feito durante a lactação é necessário que o leite seja afastado do consumo por um período determinado pelo Médico Veterinário. Esse período varia de acordo com o tipo de medicação usada. Deve-se fazer uma higienização rigorosa, tomando os devidos cuidados para não misturar o leite contaminado ao restante.

Fonte: Apostila CPT Cursos Presenciais

Conheça o Curso de Administração Técnica e Econômica da Atividade Leiteira

 

Bovinos

Notícias

Comentários
Newsletter
Receba as novidades da
Revista Veterinária no seu email!
Sites relacionados
© 2014 Revista Veterinária. Todos os Direitos Reservados.