Aumente seu conhecimento no mundo Veterinário

Junte-se a milhares de apaixonados por animais. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Limite de resíduos de medicamentos de uso veterinário é publicado pela ANVISA

A Resolução n◦ 53/2012, publicada na quarta-feira (03/10) pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), passa a regulamentar em todo o Brasil, com base no padrão técnico definido pelos países que compõem o MERCOSUL, o limite de resíduos de medicamentos de uso veterinário presentes nos alimentos de origem animal, como carnes e ovos.

Para o Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), a maneira como o texto define esses novos limites não prevê uma operacionalização eficiente. "A resolução trata dos limites para os resíduos encontrados nos produtos de origem animal, mas, também, fala sobre o limite de aplicação e ingestão de medicamentos veterinários pelo animal. Não é possível estabelecer o nível de ingestão ou aplicação de medicamento, uma vez que as pesquisas feitas pelos laboratórios é que estabelecem, através de experiências, o limite máximo e mínimo a ser administrado ao animal", explica o presidente do CFMV, Benedito Fortes de Arruda.

Arruda destaca ainda que a medida é importante para proteção da saúde pública, garantindo a qualidade dos alimentos que chegam ao consumidor. Porém, somente os exames laboratoriais realizados poderão avaliar com segurança os reais níveis dos possíveis resíduos presentes nos alimentos e produtos.

No momento da prescrição é que o tema para o controle de resíduos de medicamentos veterinários deve começar. "A venda desses produtos é indiscriminada, sem a prescrição do Médico Veterinário, que deve ser o único profissional capacitado para esse fim. Hoje, não há determinação ou regulamentação que estabelece essa obrigatoriedade".  Para Arruda o governo federal precisa estar atento a esse fato, pois é lá na ponta que o problema ocorre, quando um agricultor compra um medicamento de uso veterinário sem orientação e trata o seu animal sem o acompanhamento adequado.

Fonte: Rural Centro

Adaptação: Revista Veterinária

Conheça o Curso de Emergências e Pronto Atendimento em Pequenos Animais

Notícias

Deixe seu comentário:

Comentários

Esta publicação não possui comentários.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo Veterinário gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2018 Revista Veterinária. Todos os Direitos Reservados.