Aumente seu conhecimento no mundo Veterinário

Junte-se a milhares de apaixonados por animais. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Mal entendido provoca morte de cachorra

De acordo com informações do Examiner, uma cachorra nos Estados Unidos foi sacrificada por engano.

A cachorra Zoey de 8 anos da raça Mastiff foi diagnosticada em abril deste ano com insuficiência renal terminal, e seus tutores, Roni e Elysia Amiel, do estado de Nova Jérsei, nos Estados Unidos, tomaram a difícil decisão de mantê-la em casa, cercada de amor pela família em seus últimos dias.

A cachorra perdeu muito peso devido sua debilitada condição física. O engano ocorreu pelo seguinte fato um vizinho viu Zoey descansando na grama perto de um lago próximo à casa da família em junho, e tirou uma foto da cachorra e chamou a polícia, que em seguida enviou-a ao controle animal.

Como a cachorra não tinha coleira ou identificação, o controle animal a levou para um hospital para avaliação e tratamento.  Nem o vizinho nem a polícia sabiam quem eram os tutores de Zoey, ela foi então sacrificada por causa de sua saúde.

A foto da cachorra foi postada na internet, e os tutores acabaram recebendo ameaças de centenas de pessoas que erroneamente presumiram que a saúde da cachorra estava sendo negligenciada. Eles ainda estão muito assustados e com medo das ameaças.

Após uma investigação, o oficial do controle animal, comprovou e ficou esclarecido que os tutores não havia provocado nenhum abuso com o animal. O sargento de polícia John-Paul Beebe da cidade de Sparta, e registros veterinários confirmaram que não havia nenhum tratamento para a doença da cachorra.

Como forma de tentar esclarecer o ocorrido uma declaração foi emitida pelo Departamento de Polícia. "O departamento de polícia de Sparta emite esta declaração como meio de corrigir a total má representação das circunstâncias a cerca da condição física da cachorra. Esta má representação levou a família Amiel a ser vítima de ameaças de centenas, ou ainda milhares de pessoas em redes sociais."

O departamento de polícia ainda está decidindo se alguém será indiciado por causa das ameaças.

Fonte: Anda

Adaptação: Revista Veterinária

Conheça o Curso de Emergências e Pronto Atendimento em Pequenos Animais

 

Notícias

Deixe seu comentário:

Comentários

Esta publicação não possui comentários.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo Veterinário gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2018 Revista Veterinária. Todos os Direitos Reservados.