Aumente seu conhecimento no mundo Veterinário

Junte-se a milhares de apaixonados por animais. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Bezerro recém-nascido precisa de cuidados para ter uma boa saúde

A primeira providência a ser tomada, assim que for possível, logo após o nascimento de um bezerro é aplicar iodo no umbigo. É preciso deixar a solução em contato com o umbigo pelo menos durante 30 segundos. Depois, é aplicada uma injeção de um medicamento que previne o ataque de bicheiras e outros parasitas.

O zootecnista Danilo Tomazzello explica que a aplicação deve ser feita de forma subcutânea, não pode atingir o músculo. Se um umbigo não tiver sido bem cuidado, o risco de infecção é grande. O tratamento é mais demorado e tem que ser feito com antibiótico. Por fim, quem cuida do rebanho corta os pelos da ponta do rabo dos bezerrinhos, como forma de identificar os que já foram tratados.

Nas fazendas de pecuária a temporada é de nascimento de bezerros, época de trabalho dobrado para a família de Robervon de Lima, da fazenda Campo Grande, em São Luis de Montes Belos, centro-oeste goiano. Uma ou duas vezes por semana, ele tem que reunir as vacas paridas para um serviço que pode evitar enormes prejuízos no rebanho. Com um abre e fecha de porteiras, o pessoal faz logo o trabalho. Vacas para um lado, bezerros para outro, onde recebem os primeiros cuidados.

Na fazenda PH, também em São Luiz de Montes Belos, quem cuida do rebanho é o administrador Erzon de Oliveira. Além de fazer a cura do umbigo da bezerrada, ele mantém sempre um banco de colostro no freezer. O colostro é o leite que a vaca produz nos primeiros dias após o parto, um alimento rico em anticorpos.

O zootecnista explica que quando o bezerro não mama nas primeiras horas de vida, é preciso entrar com o colostro. Depois de retirado do freezer, ele deve ser aquecido a 30 graus no máximo. Se for fervido, perde os anticorpos. A recomendação é que o bezerro, no primeiro dia de vida, tome ao menos três litros de colostro.

De acordo com a Embrapa a média da mortalidade de bezerros no rebanho brasileiro é de 8%. Danilo diz que um bom manejo poderia reduzir à estatística. "A cura de um umbigo, a presença do colostro são coisas simples, mas de alto peso na fase de cria dos bezerros", ele afirma.

Fonte: G1

Adaptação: Revista Veterinária

Conheça o Curso de Exame Clínico Avançado em Bovinos

   

Notícias

Deixe seu comentário:

Comentários

Esta publicação não possui comentários.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo Veterinário gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2018 Revista Veterinária. Todos os Direitos Reservados.