Aumente seu conhecimento no mundo Veterinário

Junte-se a milhares de apaixonados por animais. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Doenças crônicas podem encurtar a vida dos animais

Os animais de estimação também podem sofrer de doenças crônicas. O número de pets que necessitam de atendimento nas clínicas veterinárias para atendimento de doenças como diabetes, câncer e obesidade é muito grande.

A história de Regina dos Santos, auxiliar de enfermagem, e seu poodle Gina é um exemplo como o diagnóstico precoce é importante nestes casos.   "Como sempre morei sozinha, minha preocupação maior sempre foi com a Gina. Em uma visita para avaliar sua pata machucada, a veterinária realizou exames de rotina, apalpando-a, e suspeitou do problema. Após alguns exames, descobrimos a doença", relata Regina. O rápido diagnóstico do câncer de mama da cadela resultou na cura da doença.

As doenças crônicas podem encurtar a vida dos animais, pois alguns bichos, diferente da cachorra que operou e retirou o tumor a tempo, não conseguem curar-se. A veterinária Carla Storino, da rede Cobasi, esclarece que as doenças crônicas variam de acordo com a idade, o porte e a raça, mas a predisposição genética ainda é o maior motivo para o aparecimento delas. As doenças mais frequentes são: alergias, diabetes e câncer, principalmente tumores de mama, de pele e de próstata. "É extremamente complicado o diagnóstico porque os exames são complexos e caros. São poucas as clínicas veterinárias que possuem estrutura para a realização dos testes", diz Carla.

Os animais parecem mais frágeis e indefesos que os humanos, mas o diagnóstico positivo para alguma dessas doenças não é caso para desespero, pois o organismo dos pets reage muito bem devido a sua maior resistência. No caso da quimioterapia, tratamento ainda raro para cães e gatos, a queda de pelos ocorre de forma localizada e em quantidades menores se comparadas às quedas de cabelo.

A cirurgia ainda é a forma mais indicada para a retirada do tumor. No caso da diabetes a adoção de algumas pratica podem controlar a doença. "Pode-se controlar a doença tanto pela adoção de uma dieta específica a base de fibras, quanto por medicamentos", acrescenta a veterinária Carla.

A recomendação para os animais diagnosticados com doenças crônicas é de fazer consultas periódicas ao veterinário. "Somente desta forma é possível ao especialista fazer uma avaliação completa da saúde do animal", aconselha Marcos Fernandes, veterinário clínico. O dono do bichinho também tem papel fundamental para evitar o agravamento da doença e de seus sintomas. "Ele deve ficar sempre atento aos sinais e mudanças tanto do corpo, quanto do comportamento do animal", finaliza o veterinário.

Fonte: Revista Meu Pet

Adaptação: Revista Veterinária

Conheça o Curso de Oncologia em Pequenos Animais

 

Notícias

Deixe seu comentário:

Comentários

Esta publicação não possui comentários.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo Veterinário gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2018 Revista Veterinária. Todos os Direitos Reservados.