Aumente seu conhecimento no mundo Veterinário

Junte-se a milhares de apaixonados por animais. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

As vantagens da castração do cão

O ato de incapacitar um animal de reproduzir-se sexualmente, através da retirada das gônadas sexuais, que nos casos do macho são os testículos (orquiectomia) e nas fêmeas os ovários é conhecido como castração. Nas fêmeas pode-se fazer também a retirada das trompas e útero, técnica que recebe o nome de Ovário Salpingo Histerectomia (OSH).

A castração é um assunto que gera bastante polêmica devido aos mitos existentes sobre animais que passam pelo processo de castração.

Em relação ao mito de que animais castrados engordam, isso não é necessariamente verdade. Há um aumento do apetite após a castração, mas se houver um controle da ingestão de alimentos, haverá a manutenção do peso do animal.

Quanto à perda da vivacidade do animal, pode ocorre apenas quando há um aumento de peso do animal.

Outro mito é acreditar que a castração é um ato de mutilação cruel com o animal. A técnica é relativamente simples e segura quando realizada por um profissional capacitado e a recuperação ocorre dentro de uma semana, aproximadamente.

A castração do cão oferece várias vantagens como: evitar ninhadas indesejadas; reduz o número de animais que vivem na rua; torna o animal mais saudável, pois este ato reduz as chances do aparecimento de tumores e infecções nos órgãos reprodutivos. É muito comum o aparecimento de tumor de mama em cadelas idosas que não foram castradas; no caso dos machos, uma diminuição da libido, resultando em um animal mais fácil de ser controlado; diminuição da agressividade do animal, passando a ser mais meigo, mas sem perder a vivacidade; quando o macho é castrado dentro do seu primeiro ano de vida, ele não irá demarcar território através da urina, passando a não urinar pela casa toda; evitar a transmissão de doenças geneticamente transmissíveis, como displasia coxofemoral, epilepsia, catarata juvenil, entre outras.

A castração não é recomendada para animais de raça que possuem pedigree ou quando há a vontade de ter descendentes do animal de estimação.

A castração é um procedimento simples, mas é uma cirurgia, onde é feito o uso de anestesia e toda cirurgia envolve um risco, por menor que seja.

Fonte: Info Escola

Adaptação: Revista Veterinária

Conheça o Curso de Cirurgias em Pequenos Animais 

 

Notícias

Deixe seu comentário:

Comentários

Esta publicação não possui comentários.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo Veterinário gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2018 Revista Veterinária. Todos os Direitos Reservados.