Aumente seu conhecimento no mundo Veterinário

Junte-se a milhares de apaixonados por animais. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

O ciclo reprodutivo da cadela

O início do ciclo reprodutivo nos cães não é bem definido, pois pode variar de fêmea para fêmea. Geralmente cadelas atingem a maturidade sexual entre sete e oito meses de idade. Mas há grandes variações entre raças. As raças de porte pequeno têm a sua puberdade mais cedo, em torno de seis a sete meses, em comparação com cadelas de raças de grande porte que iniciam seu ciclo reprodutivo dos nove aos doze meses de idade. Os primeiros ciclos da cadela podem ter intervalos menores ou maiores, até que se estabeleça a normalidade. O mais comum é intervalo de seis meses.

Nas cadelas mais velhas é comum que o intervalo entre um cio e outro aumente. Não é recomendável que se cruze a cadela em todo cio. Isso porque o processo de gestação, parto e amamentação é muito desgastante. O ideal é que se acasale a fêmea num cio e deixe-a descansar no próximo e apenas cruze a fêmea após o terceiro cio, para evitar deformações de feto e problemas patológicos nas gestantes.

O ciclo reprodutivo da cadela pode ser dividido em quatro fases distintas:

  • O proestro quando a vulva apresenta edema (inchaço), sangramento e alterações comportamentais, podendo alcançar até o período de nove dias. Nesta fase a cadela exerce forte atração sobre os machos, mas recusa a cópula.
  • No estro a cadela já aceita o macho, afastando a cauda lateralmente e facilitando a monta. Esta fase também possui durabilidade aproximada de sete dias. Nesta fase a vulva continua inchada, mas normalmente, o corrimento é bastante reduzido ou inexistente. Portanto, caso queira acasalar sua fêmea este é o período indicado e normalmente vai do oitavo ao décimo quinto dia após iniciar o corrimento. Para certificar-se da "disposição" da cadela, um truque bastante eficaz é passar o delo na base do rabo da cadela. Quando ela está "disponível", a fêmea desloca o rabo para o lado, deixando totalmente aparente a vulva.
  • O diestro, no caso de ausência de fecundação, onde a fêmea não aceita o macho com permanência de até três meses, ou no caso da gestação, prosseguindo do parto e lactação para as cadelas que cruzaram. Neste período, muitas cadelas que não cruzam apresentam sintomas de gravidez, como comportamento agressivo, falta de apetite, formação de ninhos, entre outros sintomas sugestivos de gravidez psicológica, que tem suas causas relacionadas com um hormônio que precede o cio, chamado progesterona;
  • E o período do anestro (fase de repouso sexual que dura cerca de quatro meses), onde a fêmea não possui nenhuma alteração comportamental;

A duração de todo o cio também é variável, mas de forma geral dura de 15 a 20 dias.

Para detectar o período do ciclo que a cadela apresenta, a citologia vaginal pode se utilizada evitando cruzamentos insatisfatórios e patologias decorrentes de gestações indesejáveis.

Fonte: Pequenos Cães

Adaptação: Revista Veterinária

Conheça  o Curso de Inseminação Artificial em Cadelas

 

Artigos

Deixe seu comentário:

Comentários

Esta publicação não possui comentários.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo Veterinário gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2018 Revista Veterinária. Todos os Direitos Reservados.