Aumente seu conhecimento no mundo Veterinário

Junte-se a milhares de apaixonados por animais. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Manejo correto na gestação de ovinos

Sendo um dos maiores problemas enfrentados pelos produtores de ovinos é a alta mortalidade de cordeiros no rebanho, especialmente quando recém nascidos, de acordo com a médica veterinária Ana Cristinha Bezerra. "Para diminuir a mortalidade dos cordeiros e garantir um rebanho saudável, os cuidados devem começar durante a gestação", afirma à veterinária.

Ela aconselha fazer o monitoramento do rebanho, para evitar as perdas, que podem chegar até a 100% sem o manejo adequado. Segundo Bezerra, alguns cuidados simples no manejo da criação podem reduzir as perdas no rebanho para menos de 10% em cada mil cabeças. Mas para isso, o animal deve nascer com peso adequado (entre 4 e 5kg), e a manutenção sanitária deve ser permanente.

A eficiência do método vai depender apenas da dedicação do produtor. Fazer a vermifugação regular das matrizes, por exemplo, garante que elas tenham uma gestação saudável, e contribui para a boa formação do feto. Cuidados com a alimentação e com o pastejo também ajudam no ganho de peso e na formação do colostro, leite grosso e amarelado, rico em anticorpos, fundamental na alimentação do cordeiro nos primeiros dias de vida.

Ana Cristina afirma que "algumas doenças chegam de repente e podem matar mais de 50% do rebanho", sendo assim é importante vacinar os recém-nascidos. Uma das doenças é a pasteurelose, um tipo de pneumonia comum em climas quentes com quedas bruscas de temperatura, e que pode ocasionar a perda de muitas cabeças caso a vacinação não esteja em dia.

É fundamental fazer a cura do umbigo do cordeiro logo após a primeira mamada, para garantir que ele esteja livre de doenças infecciosas, como por exemplo, o tétano. A veterinária explica que é importante cortar o umbigo e higienizar o interior oco, evitando assim, que microorganismos entrem no corpo do ovino. "Todos estes cuidados ajudam a manter um rebanho saudável e sem perdas prejudiciais, além de garantir a qualidade da carne", finaliza Bezerra.

Fonte: Rural Centro

Adaptação: Revista Veterinária

Conheça o Curso de Manejo Reprodutivo em Ovinos

 

Notícias

Deixe seu comentário:

Comentários

Esta publicação não possui comentários.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo Veterinário gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2018 Revista Veterinária. Todos os Direitos Reservados.