Aumente seu conhecimento no mundo Veterinário

Junte-se a milhares de apaixonados por animais. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Cólica em equinos

Qualquer dor abdominal recebe o nome de cólica, o que é muito comum quando falamos de equinos, uma vez que são animais extremamente sensíveis, principalmente à alimentação. Uma das causas mais frequêntes deste tipo de problema é a cólica por compactação, que é definida por uma obstrução parcial ou total do intestino, ocorrida em qualquer trecho do cólon maior. Essa obstrução se dá pelo rececamento da ingesta e consequente compactação da matéria. Como já dito, a compactação de alimento no intestino, pode ocorrer em qualquer seguimento do cólon maior, porém, devido à flexura pélvica ser uma parte em que o tubo do trato digestório sofre um abrupto estreitamento, se faz mais vulnerável. Como predisposição para essa enfermidade, se tem o estabulamento contínuo do animal, ou seja, animais que permanecem estabulados por mais de 12 horas por dia, pois ele necessita de se movimentar para uma melhor digestão e aumentar a velocidade do metabolismo. Outros dois fatores que atuam diretamente no problema são: qualidade da dieta e quantidade de água oferecida. Para determinação da dieta de um cavalo, é necessário um conhecimento, no mínimo básico. Além de conter os nutrientes necessários para um bom desenvolvimento do animal, têm-se um padrão de tamanho das partículas oferecidas em concentrados. Deve-se também levar em conta o estado do animal, prenhês, por exemplo, e idade. Quando o volumoso é picado demasiadamente se torna perigoso porque ele acaba sendo deglutido sem mastigar e sem passar pela pré digestão que ocorre na boca com o auxílio da saliva e dentes. Na alimentação de qualquer ser vivo, a água é essencial e nesse caso além de todas suas funções, ela auxilia no trânsito gastrointestinal, logo, quando o animal tem deficiência na ingestão de água, chegando ao intestino grosso, o pouco que ingere é absorvido no órgão e o bolo alimentar se torna ainda mais compacto, impedindo sua eliminação pelo reto e obstruindo a passagem. Nem sempre o problema da má nutrição está no cuidado com a escolha da dieta e quantidade, podendo estar no método utilizado. Bebedouros e comedouros com defeitos, é um exemplo de um fator que não envolve diretamente a alimentação, e sim um problema secundário, que deve ser observado pelo cuidador. Uma causa que também pode trazer problemas de compactação intestinal em equinos, provocando cólicas fortes é a intoxicação por amitraz, pois a substância inibe a liberação de acetilcolina, causado diminuição da atividade intestinal e peristaltismo. Com o mesmo princípio, deve-se tomar muito cuidado na administração de drogas, como atropina, muito usada em procedimentos de emergência. O acúmulo de massa fecal no cólon ocorre de forma gradativa, até que haja distenção do órgão para acomodar toda a matéria, provocando então a dor. Os sinais que melhor caracterizam esse quadro são: pisoteios repeditos com os pés dianteiros, olhar para o flanco, levantamento do lábio superior e arqueamento do pescoço, coices no abdome, sudorese, rolamento, tenesmo, o animal estica-se como se fosse urinar, distenção abdominal e perda de apetite. Quando há a suspeita deve ser feita a anamnése do animal, seguida de um exame físico compreendido pela passagem de uma sonda nasogástrica para avaliação do refluxo e auxílio na saída de gás e palpação retal. O tratamento, se com medicamentos ou cirúrgico, é de competência do médico veterinário avaliar, de acordo com cada caso. Fonte: Info Escola

Adaptação: Revista Veterinária

Conheça o Curso de Cólica Equina (Módulo I)

   

Notícias

Deixe seu comentário:

Comentários

Esta publicação não possui comentários.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo Veterinário gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2018 Revista Veterinária. Todos os Direitos Reservados.