Procedimentos de primeiros socorros em bovinos

O produtor deve adotar práticas de manejo que permitam um equilíbrio na sua produção, evitando perdas excessivas. Na criação de bovinos, como em qualquer ramo do agronegócio, busca-se sempre produtividade e rentabilidade, e para isso torna essencial um conhecimento profundo dos sistemas vitais, de anatomia e processos de enfermagem para prestar um bom atendimento de primeiros socorros em um rebanho bovino. O atendimento base que se presta ao animal doente ou acidentado até a chegada do médico veterinário ou transporte do animal ao hospital é reconhecido como primeiros socorros.  Os procedimentos de primeiro socorros precisam ser conduzidos de maneira correta, caso contrário pode haver comprometimento da carreira atlética ou mesmo da vida do animal. Sendo de extrema importância o conhecimento de causa e o poder de avaliação da pessoa que realiza os primeiros socorros. Alguns acontecimentos como traumatismos, com cortes superficiais ou profundos, pancadas, hemorragias, doenças metabólicas necessitam de atendimentos imediatos. O recomendado nos casos de sangramento forte é fazer um curativo oclusivo para diminuir a hemorragia. Em quadros hemorrágicos, a primeira medida é sempre estancar o sangramento, utilizando gases ou panos limpos, gelo e água fria em abundância. A sutura é a melhor forma de controlar o sangramento. Em caso de hemorragia intensa, deve-se usar um bom medicamento tópico. Para cicatrização rápida, utilizar um unguento de boa qualidade. No caso de perfuração do abdômen, as vísceras devem ser preservadas do contato com o solo e até das mãos. O risco de ocorrer uma peritonite é grande, por isso é muito importante evitar a contaminação. Os quadros são diversos nos casos de doenças metabólicas Os mais comuns são em consequência de intoxicações (ervas, plantas tóxicas, envenenamentos diversos, ureia entre outros) e na maioria das vezes causa empanzinamento (acúmulo de gases no rúmen) que, se instalado, pode levar à morte em pouco tempo. Quadros hemorrágico pode existir em decorrência da ação de venenos (cobras) ou raticidas e devem ser rapidamente tratados com antídotos específicos (Vitamina K ou soro antiofídico). Para garantir a sobrevivência da vaca e sua cria em partos difíceis, uma ajuda imediata é muito importante. A tração, às vezes necessária, deve ser cautelosa e nunca feita por mais de dois homens. Outro ponto auxiliar no comando é a lubrificação das partes moles. Medicamentos podem ser utilizados para produzir ou eliminar contrações, mas sempre utilizados com critério. Um feto mal posicionado pode complicar o parto se não corrigida a sua apresentação. O combate a carrapatos, bernes e verminose também são práticas de manejo recomendadas. Os produtos utilizados normalmente são seguros se respeitadas as instruções de bula, mas acidentes na dosagem correta ocorrem precisando ser utilizados antídotos do produto que está sendo utilizado. Pneumonia e diarreias são doenças comuns e muitas vezes a morte sobrevém com um quadro de desidratação muito rápido, que deve ser eliminado com a utilização de soros e antibióticos. O correto é que toda fazenda tenha uma farmácia com medicamentos e instrumentos para prestar os primeiros socorros e um profissional que  domine os procedimentos que devem ser adotados em todas as emergências relacionadas aos bovinos.    Fonte: Bicho Online - Dr. Otávio Diniz - Médico Veterinário Adaptação: Revista Veterinária    

Conheça o Curso de Primeiros Socorros em Bovinos

   

Notícias

Comentários
Newsletter
Receba as novidades da
Revista Veterinária no seu email!
Sites relacionados
© 2014 Revista Veterinária. Todos os Direitos Reservados.