Aumente seu conhecimento no mundo Veterinário

Junte-se a milhares de apaixonados por animais. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Em São Paulo vaca que seria sacrificada ganha pata mecânica

Em Araçoiaba da Serra, região de Sorocaba (SP) uma vaca de dez anos que teve a pata traseira quebrada e seria sacrificada ganhou sobrevida com um membro mecânico, a prótese substituiu a pata traseira amputada e permitiu que o animal se levantasse e voltasse a pastar. Ela voltou a amamentar seu bezerro de dois meses.

Nilza Nastasi, proprietária do animal, tem muito apego pela vaca que atende pelo nome de Neguinha e não atendeu ao conselho do veterinário para sacrificá-la. "Ela está conosco há muitos anos, é como se fosse da família."

Segundo o ortopedista Nelson Nolé, responsável pelo implante, o uso de próteses em animais desse porte é raro. "A vaca pesa uns 400 quilos e morreria se não conseguisse levantar-se". Conhecido por fabricar e instalar próteses em casos de amputações radicais em pessoas, ele se surpreendeu com o pedido da dona do animal. "É a primeira vez que fazemos um procedimento deste e acabou dando certo." Ele contou que a prótese atual será substituída por outra articulada assim que o animal estiver acostumado com o equipamento. "Com a articulação, ela terá mais conforto", declarou  Nolé, que doou o tratamento.

Fonte: Revista Globo Rural

Adaptação: Revista Veterinária

Conheça o Curso de Cirurgias em Bovinos a Campo

 

Notícias

Deixe seu comentário:

Comentários

Esta publicação não possui comentários.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo Veterinário gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2018 Revista Veterinária. Todos os Direitos Reservados.