Aumente seu conhecimento no mundo Veterinário

Junte-se a milhares de apaixonados por animais. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Dicas de transporte seguro nas viagens dos animais de estimação

Os animais de estimação, a cada dia mais, vem se integrando às famílias. Os cuidados e carinhos aumentaram de forma significativa. E quando os donos precisam viajar enfrentam um grande dilema: quem irá cuidar do bichinho de estimação?

Há ofertas de hotéis e serviços de pet-sitting. Porém, às vezes, os donos sentem a necessidade de levar os animais nas viagens e para isso existem formas de transporte seguro e adequado.

Então, antes da viagem, será necessária a preparação dos seguintes segmentos para uma viagem tranquila e de qualidade: ter em mãos toda a documentação do animal, que inclui, entre outros itens, o passaporte do animal e certificados veterinários; caixas de transporte adequadas ao peso e altura com cantos redondos de modo a facilitar a limpeza (uma para cada animal, se for o caso). Dar preferência às caixas com alça facilitando o transporte, com grades na porta (ventilação e visão exterior). As caixas de transporte poderão ser trocadas por grades (por norma ficam na zona traseira evitando que o animal distraia o condutor) se a viagem for feita em carros.

Além dos cuidados no transporte deve-se ter uma atenção redobrada quanto aos seguintes pontos: evite a desidratação fazendo paradas para dar água e comida ao animal; evite enjoos controlando a alimentação; deixe-o andar e passear, esticar as pernas; forre a caixa com papel de jornal.

Nas viagens de avião é necessário fazer reserva (48horas e 24horas antes da hora da partida), informando o peso total do animal mais a caixa de transporte, assim como a sua dimensão e se durante a viagem for trocar de avião ou companhia aérea, deve-se comunicar o transporte do animal.

Nas viagens de avião o animal poderá viajar na cabine ou no porão. Na cabine a animal em conjunto com a caixa não poderá ter mais que 8 quilos e a caixa deverá ser estanque, nesse tipo de viagem só são aceitos cães e gatos. Já no porão o peso do animal e da caixa é de 45 quilos, deverá também ser estanque e oferecer comida e água.

Se a opção do dono for a vigem do animal como carga os procedimentos se modificam, o animal deverá ser entregue 4 horas antes do início da viagem acompanhados dos documentos e da alimentação, além de estar indicado no bilhete.

Se a viagem for internacional, é recomendado que se tenha em mãos as leis do país de destino, no que diz respeito à entrada de animais.

Com todos esses cuidados o dono e seu animal poderão viajar tranquilamente.

Fonte: Mundo dos animais

Adaptação: Revista Veterinária

Conheça o Curso de Realização e Interpretação dos Principais Exames Laboratoriais em Pequenos Animais

 

Notícias

Deixe seu comentário:

Comentários

Esta publicação não possui comentários.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo Veterinário gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2018 Revista Veterinária. Todos os Direitos Reservados.