Aumente seu conhecimento no mundo Veterinário

Junte-se a milhares de apaixonados por animais. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Práticas cirúrgicas em bovinos a campo

As principais cirurgias realizadas em bovinos a campo são a descorna, enucleação, castração, laparotomia exploratória, rumenotomia, orquiectomia, correções de deslocamento de abomaso e cesariana.

A descorna se caracteriza pela retirada dos cornos dos animais isso facilita o manejo, transporte, diminui a competição pela comida e bebida além de, evitar acidentes entre os animais.

A enucleação é a cirurgia orbitária, consistindo na remoção do globo ocular como um todo. Esse procedimento é recomendado em casos de perfurações oculares, endoftalmite, panoftalmite, ruptura do nervo óptico, neoplasias intraoculares, traumatismos severos e glaucomas crônicos incontroláveis.

Embora seja uma prática comum, existindo várias maneiras de realizá-la, a castração, ainda existem dúvidas sobre sua interferência na produtividade e na qualidade dos animais. Deve-se analisar as vantagens e desvantagens a cada criador.

Na laparotomia exploratória a cirurgia consiste na abertura do abdome (laparotomia), tendo como finalidade sua exploração (laparotomia exploradora), é o exame e tratamento de problemas.

A rumenotomia utilizada como meio de diagnóstico e no tratamento de doenças como: timpanismo, acidose rumenal, reticulite, reticuloperitonite traumática, sobrecarga, compactação, atonia do omaso ou abomaso, além de remover corpos estranhos no segmento digestivo.

Vulgarmente conhecida como castração a orquiectomia, consiste em cirurgia de remoção dos testículos em virtude de cancro, tumor ou alguma outra doença que afete a região.

O deslocamento do abomaso é uma enfermidade comum em bovinos de leite, podendo ocorrer para a esquerda ou direita e apesar da cirurgia corretiva ser a técnica mais recomendada, não há um protocolo padrão a ser seguido.

A distocia definida como situação de nascimento difícil, tendo necessidade de auxílio para que o parto aconteça. Esta causada pelo tamanho desproporcional relativo do feto quando a entrada pélvica nas vacas jovens é muito pequena para permitir o parto, quando há má posição fetal, hidropsia do âmnio e do alantóide, torção uterina e também quando há fetos enfisematosos. Nesses casos a cesariana é de sua importância.

Assim, quando o profissional envolvido em todos esses processos tem conhecimento adequado para diagnosticar as enfermidades de tratamento cirúrgico a campo, poderá alcançar o melhor diagnóstico com rapidez e economia para que o tratamento.

Fonte: CPT Cursos Presenciais Adaptação: Revista Veterinária      

Conheça o Curso de Cirurgias em Bovinos a Campo

     

Bovinos

Notícias

Deixe seu comentário:

Comentários

Esta publicação não possui comentários.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo Veterinário gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2018 Revista Veterinária. Todos os Direitos Reservados.