Aumente seu conhecimento no mundo Veterinário

Junte-se a milhares de apaixonados por animais. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Primeiros socorros em cães

primeiros socorros em pequenos animaisMesmo com tantos profissionais e materiais de excelentíssima qualidade no mercado, é muito importante que os donos tenham noções de primeiros socorros, caso aconteça algo inesperado ao seu animal de estimação.

Os conhecimentos básicos de primeiros socorros se tornam importantes na preservação da vida do animal, evitando agravamento de feridas, minimiza a dor, favorece a recuperação através do transporte adequado até a clínica veterinária.

Alguns passos devem ser seguidos durante uma situação emergencial como: manter a calma para agir; não assumir riscos desnecessários; amordaçar o animal para sua segurança; manter o animal calmo e imobilizado; avaliar o estado geral do animal; verificar se está consciente; checar a respiração e batimentos cardíacos; aplicar os primeiros socorros como, limpeza e proteção dos ferimentos, feito isso, deve ser levado ao veterinário.

Outros cuidados devem ser tomados em relação a alguma situação emergencial como a mordaça que pode ser improvisada com um cadarço de tênis, um pedaço de tecido ou um cordão macio, prender firme o focinho com um nó, cruzando o cordão sob o queixo e dando uma laçada segura na nuca. Não coloque a mordaça se ele apresentar ânsia de vômito

Na imobilização há a limitação máxima dos movimentos do animal na hora do exame, coloque-o sobre uma mesa e segure firmemente. Para o transporte é aconselhado enrolar o animal em algum tecido, em caso de lesão leve mas, se o animal e ferimento forem grande é necessário o improviso de uma maca. No caso respiração artificial, é necessário puxar a língua do animal para fora e remover o material que está obstruindo a passagem de ar.

Já na massagem cardíaca o animal deverá ser deitado com o lado esquerdo para cima, estender o corpo e manter a cabeça e tronco mais baixos que o quadril. Colocar a palma da mão esquerda envolvendo o tórax e fazer compressão com o polegar e os outros dedos da mão e a mão direita deve apoiar as costas do animal. Em caso da não percepção da respiração e batimentos cardíacos, intercale uma respiração artificial para cada seis massagens cardíacas, até o animal voltar a respirar e seu coração voltar a bater normalmente, é a ressuscitação cardiopulmonar (RCP). Mas se isso não acontecer em alguns minutos, dificilmente ele sobreviverá.

Todos esses cuidados devem ser tomados como precaução. Maiores exames devem ser fitos pelo médico veterinário em clínicas ou hospitais autorizados.

Fonte: Pediatria Canina.

Adaptação: Revista Veterinária

Conheça o Curso de Emergências e Pronto Atendimento em Pequenos Animais 

Artigos

Deixe seu comentário:

Comentários

Esta publicação não possui comentários.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo Veterinário gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2018 Revista Veterinária. Todos os Direitos Reservados.