Aumente seu conhecimento no mundo Veterinário

Junte-se a milhares de apaixonados por animais. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Verminoses e os danos causados ao animal

verminose e os danos causados ao animalAs verminoses são doenças causadas por vermes que se abrigam sobretudo nos intestinos, mas afeta também órgãos como esôfago, estômago, coração, pulmões, rins e fígado.

Os danos causados ao animal dependem de fatores como a carga parasitária, da idade, das condições imunológicas, do ambiente em que vivem com suas condições de higiene e manejo e o curso concomitante com outras doenças.

Os sintomas causados pela infestação caracterizam-se por leves perdas de apetite e de peso, tristeza, aumento de volume abdominal, pelos opacos, fezes moles, coceira anal, anorexia completa, diarreias severas com sangue e/ou muco, vômitos,desidratação, anemia, ascite (barriga d'água), obstrução de órgãos ocos(estômago, intestino, esôfago e coração), artérias e veias, e intoxicações proporcionadas por toxinas causadas pelos parasitas ou pela sua ação direta sobre tecidos e mucosas.

Os parasitas podem ser adquiridos por via oral que se dá através da ingestão de ovos, oocistos ou larvas infectantes encontradas no solo, diretamente relacionada com a higiene, manejo e densidade populacional ou pela ingestão de hospedeiros intermediários (pequenos roedores, aves, insetos e parasitas externos) relacionados aos hábitos de caça e predadorismo; por via cutânea quando as larvas adentram através da pele do animal, estando relacionada com a contaminação e higiene do ambiente em que vivem; por via trans-uterinaque está relacionada à transmissão de larvas da mãe ao filhote ainda dentro do útero materno; via galactogênicaquando a contaminação se dá através da amamentação.

Mesmo com toda a modernidade, eficácia e segurança dos produtos disponíveis para o controle e prevenção das verminoses,as doenças parasitárias ainda são um sério problema. Os produtos ministrados por médico veterinário credenciado devem ser aplicados corretamente, evitando efeitos desagradáveis ao animal.

Para o uso do vermífugo deve-se levar em conta se ele atua sobre o verme encontrado; qual o período pré patente (PPP) deste verme, que é o período entre a infestação, desenvolvimento de larva/ovo infectante e eliminação dos mesmos como fonte de contaminação; condição clínica do paciente; contaminação ambiental; introdução de novos indivíduos; coberturas e gestações, evitando assim, riscos à saúde do animal.

Os ovos dos parasitas são muito resistentes às condições ambientais, por isso é necessário à utilização calor seco e desinfetante a base de amônia quaternária, repetindo a aplicação quinzenalmente, recolher as fezes a cada dia tanto no ambiente em que o animal vive quanto nos passeios, evitando frequentar parques infantis e praias.

Fonte: Equipe Veterinária

Adaptação: Revista Veterinária

Conheça o Curso de Emergências e Pronto Atendimento em Pequenos Animais

emergencias e protoatendimento em caes e gatos

 

Notícias

Deixe seu comentário:

Comentários

Esta publicação não possui comentários.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo Veterinário gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2018 Revista Veterinária. Todos os Direitos Reservados.