Aumente seu conhecimento no mundo Veterinário

Junte-se a milhares de apaixonados por animais. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Quais os sintomas, tratamentos e métodos para a prevenção da cinomose?

cadela tristeA cinomose é uma doença altamente contagiosa, causada por vírus muito resistente  em ambientes secos e frios, por isso no inverno há altas taxas de registro da doença.

A transmissão se dá através de animais contaminados em contato direto com animais sadios, pelas vias aéreas e pelo ar contaminado.

A doença pode ser assintomática, não apresentar sintomas, mas a doença é transmitida pelas secreções oculares, nasais, orais ou pelas fezes. Ocorre o período de incubação de 3 a 6 dias ou até 15 dias, tempo em que o vírus reage dentro do organismo.

Após o período de incubação o cão apresentará febre, perda de apetite, apatia, vômito e diarreia, corrimento ocular e nasal. Depois o animal pode não apresentar mais os sintomas, o que dá a ideia de que ele está curado. No decorrer de alguns meses, surgem os sinais específicos que dependerá do sistema imunológico de cada animal como vômito, diarreia, corrimento ocular e nasal, sinais de alteração do sistema nervoso como falta de coordenação motora, tiques nervosos, convulsões, paralisias.

Na segunda fase da doença aparecem sintomas como febre, falta de apetite, vômitos, diarreia, dispneia, conjuntivite com muita secreção, secreção nasal acentuada e pneumonia. Após duas semanas ou mais, aparecem os sintomas neurológicos, o animal fica agressivo, e não reconhece o próprio dono, pois ocorre inflamação no cérebro. As lesões do cérebro também podem ocasionar paralisia de vários membros.

Não existe tratamento para o vírus da doença, o que acontece é o tratamento paralelo aos sintomas causados mediante o diagnóstico da doença. A alimentação e sanidade do ambiente em que vive o cão, também devem ser observadas. A prevenção da doença deve ser feita através da vacinação. Os animais podem ser vacinados a partir de seis semanas de idade, de acordo com orientação veterinária.

Assim, é importante o dono estar ciente que, a doença pode ser fatal, não possui cura, a prevenção deve ser feita por vacinação e os animais doentes devem ser tratados com medicações através dos sintomas.

Fonte: Tudo Sobre Cachorros

Adaptação: Revista Veterinária

Conheça o Curso de Emergências e Pronto Atendimento em Pequenos Animais

emergencias e protoatendimento em caes e gatos

Notícias

Deixe seu comentário:

Comentários

Esta publicação não possui comentários.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo Veterinário gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2018 Revista Veterinária. Todos os Direitos Reservados.