Aumente seu conhecimento no mundo Veterinário

Junte-se a milhares de apaixonados por animais. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Saiba como evitar doenças que acometem os cascos dos cavalos

Cuidados básicos para os cascos do cavalo

Para se evitar doenças que acometem os cascos dos cavalos, podendo evoluir para um quadro mais grave, os cuidados dispensados com os cascos é uma das maneiras de prevenção da sanidade animal.

O cavalo deve ser observado por um ferrador de seis em seis semanas, a partir do primeiro ano de vida, e mesmo que o casco do animal não seja ferrado, eles devem ser aparados pelo profissional capacitado. A vantagem da ferração do animal é em relação ao conforto proporcionado, o que torna o trabalho desempenhado menos cansativo e desconfortável.

No caso dos animais ferrados, a ferradura deve ser trocada de seis em seis semanas e os cascos dos animais, ferrados ou não, devem ser limpos uma vez por dia. Se a ferradura estiver causando algum dano ao animal, ou seja, se for observado algum problema, ela deve ser retirada levantando a pata do animal e utilizando o saca-rebites para cortar as pontas dos cravos, depois usar a turquês para separar a ferradura do casco, começando de traz para frente e finalizar o processo arrancando a ferradura puxando-a para traz.

A ferração pode ser feita por dois métodos diferentes: a quente ou a frio. Na ferração a frio a ferradura tem a mesma medida do casco, e o ferrador faz acertos na forma. Logo na ferração a quente, a ferradura é aquecida e encostada ao casco e a desigualdade do corte é corrigida, o cavalo não sente dor,uma vez que nessa área não há nervos.

As ferraduras podem ser de aço, alumínio e de plástico. As mais comuns são as ferraduras de ferro; já as ferraduras de alumínio são usadas em cavalos de corrida; enquanto as ferraduras de plástico aderente são usadas em cavalos que não aguentam os cravos. Existem também as ferraduras ortopédicas ou cirúrgicas utilizadas em casos de cavalos acometidos porlaminite e doença do navicular.

As ferraduras devem ser escolhidas de acordo com cada animal, observando a atividade realizada por cada um, evitando dessa forma o desconforto e possível dano na saúde do cavalo.

Como diferenciar um cavalo saudável de uma cavalos doente?

Fonte: Tudo Sobre Cavalos

Adaptação: Revista Veterinária

 

 

Conheça o Curso de Primeiros Socorros em Bovinos

Primeiros-Socorros-Equinos

Notícias

Deixe seu comentário:

Comentários

Esta publicação não possui comentários.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo Veterinário gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2018 Revista Veterinária. Todos os Direitos Reservados.