Aumente seu conhecimento no mundo Veterinário

Junte-se a milhares de apaixonados por animais. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Palpação retal bovina

palpação retal em bovinosO método da palpação retal é indicado em casos de diagnósticos de patologias que se relacionam a reprodução, inseminação artificial e estágios gestacionais. É muito utilizado quando se quer detectar a prenhez da fêmea, com diagnostico de forma precoce e simples. A palpação retal também permite a realização do exame do trato reprodutivo das fêmeas que não ficaram prenhez.

A maioria dos exames clínicos realizados em bovinos necessita da palpação retal, como forma de identificar as estruturas internas do animal.

         Antes da realização do exame é preciso conter o animal em estação e de preferência em tronco de contenção. O profissional precisa ser muito bem treinado e ter experiência e usar os materiais de higiene adequados.

         É preciso durante o exame fazer a inspeção da vulva e ao redor da glândula mamária, pois sinais que auxiliam no diagnóstico final podem ser relacionar a estas áreas.

 

Como realizar o exame ginecológico em fêmeas bovinas? Como diagnosticar gestação através da palpação retal? Equipamentos Para Clinica Veterinária. Ótimos Preços e Qualidade. Saiba mais.   Fonte: CPT Cursos Presenciais Adaptação: Revista Veterinária    

Conheça o Curso de Palpação Retal em Bovinos

Palpação Retal em Bovinos

Destaques

Notícias

Deixe seu comentário:

Comentários

Esta publicação não possui comentários.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo Veterinário gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2018 Revista Veterinária. Todos os Direitos Reservados.