Aumente seu conhecimento no mundo Veterinário

Junte-se a milhares de apaixonados por animais. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Controle do botulismo bovino

botulismo em bovinosO botulismo bovino pode acometer os rebanhos trazendo grandes prejuízos ao pecuarista, uma vez que, o tratamento é normalmente ineficaz e economicamente impraticável.

            Assim, o controle do botulismo no rebanho bovino consiste na adoção de medidas preventivas que se relacionam à: melhoria das condições ambientais e sanitárias, eliminando as fontes de contaminação nas pastagens por meio da remoção e incineração de carcaças; oferecer um manejo nutricional adequado, como a correção da deficiência de fósforo nas pastagens com a suplementação mineral permanente dos animais; e vacinar todo o rebanho com toxóides botulínicos presentes em diferentes vacinas comerciais.

            É preciso vacinar os rebanhos anualmente, antes do período das chuvas, reforçando a dose quatro a seis semanas após a primeira. E ainda, é preciso armazenar corretamente as silagens, as rações e os fenos oferecidos aos animais.

Como avaliar os problemas que venham ocorrer com os bovinos? Aprenda a tomar decisões em situações emergenciais e  reconhecer os principais sinais e sintomas? Shop Veterinário: Tudo para o médico veterinário. Confira!  

Fonte: Beefpoint

Adaptação: Revista Veterinária

Conheça o Curso de Primeiros Socorros em Bovinos

Primeiros Socorros em Bovinos2

Destaques

Notícias

Deixe seu comentário:

Comentários

Esta publicação não possui comentários.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo Veterinário gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2018 Revista Veterinária. Todos os Direitos Reservados.