Aumente seu conhecimento no mundo Veterinário

Junte-se a milhares de apaixonados por animais. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Como evitar a giardíase em cães

A giardíase é provocada por um protozoário que ataca o intestino dos animais, sendo uma das principais causas da diarreia que pode ser intermitente ou não.

Outros sintomas da doença são a presença de muco nas fezes, vômitos, apatia, desânimo. Por outro lado, a doença pode se apresentar assintomática.

O diagnóstico da doença é dado após a realização de exame de fezes, coletadas durante três dias consecutivos, aumentando dessa forma a chance de encontrar cistos.

Com o diagnóstico positivo, o tratamento é feito a base de antibióticos ou vermífugos específicos. Outros exames devem ser realizados, após o animal passar pelo tratamento, no 7º, 14º e 21º dia, assim se todos os resultados forem negativos o tratamento é dado como encerrado.

A prevenção da giardíase é feita através dos devidos cuidados, como recolher as fezes do animal, oferecer água filtrada, limpar o ambiente com produtos específicos e sempre levar o animal ao médico veterinário visando à realização de exames.

           

Fonte: http://dicasveterinarias.com.br

 

Aprenda a fazer o reconhecimento dos principais ritmos na emergência

Saiba como realizar a eeanimação cardiopulmonar cerebral

 

 

Áreas

Artigos

Pequenos Animais

ULTRASSOM VETERINÁRIO: 10 Técnicas de Diagnóstico em Pequenos Animais
Deixe seu comentário:

Comentários

Esta publicação não possui comentários.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo Veterinário gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2018 Revista Veterinária. Todos os Direitos Reservados.