Aumente seu conhecimento no mundo Veterinário

Junte-se a milhares de apaixonados por animais. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Alimentação e nutrição dos equinos

Na alimentação dos cavalos, além das necessidades nutritivas dos animais é preciso adequar ao caráter individual. O aparelho digestivo adaptou-se em comer pouco e várias vezes, devido ao passado, andar livre e sempre em pastagem pelos campos. Hoje a alimentação dos equinos esta alterada devido à domesticação e ao tipo de esforço a que são submetidos. A dieta passou a ser mais controlada, e para a alimentação existem vários alimentos.

Os dentes da frente selecionam e apanham a comida e os dentes de trás faz a trituração, assim tem-se início o processo de digestão. Quando a comida é engolida passa pelo esófago e entra no estômago, segue para o intestino delgado, o colón largo e curto e o recto. Os açúcares, as proteínas e as gordurassão decompostos e absorvidosno intestino delgado. As fibras são digeridas no intestino grosso, sendo fonte de energia por intermédio de bactérias e micróbios que as fermentam.

Os nutrientes essenciais de uma boa dieta devem conter: água que dependerá da temperatura, da quantidade de exercício, da alimentação e da idade do animal; hidrato de carbono presente no amido, nos açúcares e em certos componentes das fibras; os óleos e gorduras presentes em pequenas quantidades na maioria dos alimentos comerciais; fibras presente em todos os alimentos, principalmente na erva no feno e na palha; as proteínas que quando decompostas dão origem aos aminoácidos que são utilizados no crescimento, na gravidez, na produção de leite e na reparação de tecidos; os minerais, sendo mais importante o cálcio e do fósforo, magnésio, o sódio, o cloro e o potássio; e por último as vitaminas A, D, E, K e o grupo B.

As regras da boa alimentação e adequada dieta devem ser seguidas, como: oferecer água limpa e fresca; oferecer pelo menos 2 refeições por dia se o animal estiver em trabalho leve ou médio e 3 ou 4 se tiver em trabalho completo, o cavalo deve comer pouco de cada vez mas muitas vezes; a quantidade de alimento deve ser oferecida tendo como base o peso do animal; não utilize nunca rações moles ou poeirentas; entre outras.

 

Fonte: www.gestaonocampo.com.br

 

Conheça o curso de Odontologia Equina e saia na frente!

 

Áreas

Artigos

Equinos

Deixe seu comentário:

Comentários

Esta publicação não possui comentários.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo Veterinário gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2018 Revista Veterinária. Todos os Direitos Reservados.