Aumente seu conhecimento no mundo Veterinário

Junte-se a milhares de apaixonados por animais. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Exame andrológico em touros

O exame andrológico é feito visando avaliar a fertilidade dos touros, evitando a colocação nos rebanhos de animais inférteis, que pode trazer consequências graves e irreversíveis, já que se não forem detectados a tempo só o serão, depois que for verificado poucos vitelos no rebanho ou ainda podem não ser detectados, se houver outros touros e se o intervalo entre partos não for controlado. 

Ele é baseado em: exame geral, pesquisa de agentes infecciosos, exame dos órgãos genitais internos e externos, exame do sêmen e exame do libido.

O exame geral é composto de exame físico do touro, onde se verifica o seu estado geral, o aparelho locomotor, olhos, condição corporal, temperatura e auscultação digestiva e pulmonar. Na pesquisa de agentes infecciosos é feita a coleta do sangue verificando se há algum tipo de agente prejudicial. A palpação retal é feita no exame dos órgãos genitais internos verificando as glândulas vesiculares e a próstata, já e exame dos órgãos externos consiste na avaliação da normalidade do escroto, dos testículos, do epidídimo, dos cordões espermáticos, do prepúcio e do pénis e, se a circunferência escrotal está dentro dos valores standard para a raça e idade do touro.

O exame do sêmen é feito com a coleta por eletroejaculação, verificando o volume, cor, viscosidade e pH, verifica-se vários parâmetros espermáticos como a mobilidade massal e individual, a morfologia, a proporção de vivos:mortos e, com a ajuda da câmara de Neubauer, a concentração de espermatozoides.

O exame do libido, ou seja, a apetência do touro para cobrir as vacas, é feito com uma fêmea em cio, permite perante os resultados obtidos, dizer quais os animais estão aptos ou não para reprodução.

 

Fonte: www.clinicavetstoonofre.com/news/exame-andrologico-aos-touros/

 

Acompanhamento da dinâmica folicular ovariana.

Equipamentos e infraestrutura necessários para OPU.

Diagnóstico de patologias uterinas e ovarianas.

Áreas

Bovinos

Curiosidades

Deixe seu comentário:

Comentários

Esta publicação não possui comentários.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo Veterinário gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2018 Revista Veterinária. Todos os Direitos Reservados.