Aumente seu conhecimento no mundo Veterinário

Junte-se a milhares de apaixonados por animais. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Inseminação artificial em tempo fixo

A inseminação artificial em tempo fixo (IATF) é uma biotecnologia reprodutiva aplicada na reprodução de vários tipos de criação, visando maior qualidade genética e número de descendentes por ano dentro dos rebanhos.

A biotecnologia tem como objetivo induzir a ovulação e sincronizar o cio através de protocolos hormonais, sem necessidade de detecção do cio.

Devido às várias vantagens apresentadas a IATF é muito utilizada em criações de rebanhos bovino destinado a carne, sendo o Brasil o maior produtor de bovinos e, consequentemente, o segundo maior exportador do produto.

A IATF é utilizada para reduzir os intervalos entre os partos, taxas de serviço e de concepção baixas que interferem diretamente na taxa de prenhez do rebanho, e influenciam na reduzida taxa de desfrute, juntamente com a inseminação artificial (IA).

Para sua realização a propriedade tem que ter boa infraestrutura, boa nutrição do rebanho e escore de condição corporal satisfatório das fêmeas, adequado controle sanitário, utilizar sêmen de qualidade, ter conhecimento do estado reprodutivo das vacas, assim como estabelecer o protocolo de IATF mais adequado ao rebanho.

 

Fonte: Rural Pecuária

 

Identificação dos órgãos reprodutivos femininos.

Desenvolvimento gestacional em bovinos.

Áreas

Bovinos

Destaques

Deixe seu comentário:

Comentários

Esta publicação não possui comentários.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo Veterinário gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2018 Revista Veterinária. Todos os Direitos Reservados.