Aumente seu conhecimento no mundo Veterinário

Junte-se a milhares de apaixonados por animais. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Como Diagnosticar as Principais Doenças Cardíacas em Cães

As doenças cardíacas sempre fizeram parte da rotina de clínicas e hospitais veterinários, mas atualmente, com os avanços da medicina veterinária, cada vez mais estas afecções vêm ganhando importância e torna-se imprescindível conhecê-las, saber como diagnosticar e direcionar os melhores tratamentos.

 É possível citar como principais doenças do coração dos cães a Cardiomiopatia, ou Miocardiopatia Dilatada e a Endocardiose, ou Fibrose da Válvula Mitral. O diagnóstico precoce das doenças cardíacas é extremamente importante para que se inicie um tratamento mantendo, ou devolvendo a qualidade de vida do animal.

A Cardiomiopatia Dilatada acomete principalmente cães de raças grandes e gigantes, raramente é encontrada em animais que pesam menos de 12Kg. Para chegar ao diagnóstico definitivo desta doença alguns fatores são essenciais. Inicialmente, à auscultação cardíaca o médico veterinário geralmente irá perceber um ritmo anormal, de baixa frequência. Realizando o Eletrocardiograma (ECG) é possível identificar o tipo de arritmia e na maioria dos casos o animal terá um ECG anormal com alterações que indicam dilatação atrial, ou ventricular. O exame radiográfico permite uma avaliação das dimensões cardíacas, geralmente apresentando um aumento do tamanho coração. Com o Ecocardiograma, que é um exame de ultrassonografia, é possível fazer o diagnóstico final desta cardiopatia através da avaliação da função miocárdica e das dimensões das câmaras cardíacas.

Para identificação da Endocardiose Mitral em cães, a auscultação cardíaca tem extrema importância, pois geralmente o animal apresenta um sopro de grau elevado. Através dos exames laboratoriais pode ser encontrada uma azotemia pré-renal causada pelo prejuízo na perfusão dos rins. Neste caso o ECG também apresenta alterações, sugerindo uma dilatação atrial esquerda e hipertrofia ventricular esquerda. A radiografia costuma mostrar um aumento do átrio esquerdo e possível deslocamento traqueal. Outro aparelho importante é o ecodoplercardiograma (ultrassom cardíaco) que faz uma avaliação da função do ventrículo esquerdo assim como as dimensões do átrio ipsilateral, além de avaliar o ciclo cardíaco em tempo real, desta forma é possível chegar ao diagnóstico de uma forma segura e não invasiva.

 

Exames como o eletrocardiograma e radiográfico são de extrema importância para diagnosticar as doenças cardíacas. Saiba mais.

Fonte: FMV

Artigos

Clínica Médica

Destaques

Pequenos Animais

Para você que quer ser um expert em Cardiologia Veterinária: Este é o caminho do sucesso!
Deixe seu comentário:

Comentários

Esta publicação não possui comentários.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo Veterinário gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2018 Revista Veterinária. Todos os Direitos Reservados.