Aumente seu conhecimento no mundo Veterinário

Junte-se a milhares de apaixonados por animais. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Anemia Infecciosa Equina

A Anemia Infecciosa Equina (AIE) é uma doença que vem causando muitos transtornos para técnicos e criadores que se dedicam à criação destes animais. Um dos motivos é que a doença não tem cura e todo animal portador deste mal precisa ser sacrificado, em virtude da legislação sanitária. Há estudos que aponta que a doença poderá, em um futuro próximo, causar muitos prejuízos nas criações de todo o mundo, por causa de seu difícil controle, afinal ela está ocorrendo nos cinco continentes onde existe criação de equinos.

A doença é causada por um RNA Vírus da família dos Retrovírus, que, ao se instalar no organismo animal, nele permanece por toda a vida.

Todos os equídeos são vulneráveis ao vírus, isto é, podem ser contaminados e transmitir a doença a outros equinos. Não se conhece até o momento a transmissão do vírus a outras espécies animais e ao homem.

O médico veterinário Bernardino Antônio Manente, foi o primeiro brasileiro a diagnosticar a doença em 1967, no Jockey Club Brasileiro. A partir daquele ano vários outros casos foram encontrados.

A transmissão do vírus acontece por meio de animais contaminados ou doentes dentro dos planteis, sendo que pode ser transmitida pelas vias naturais ou artificiais.

Por via natural é transmitida por moscas que se alimentam de sangue de animais contaminados, transmitindo o vírus pela picada a animais sadios. Em via mecânica ela pode ser transmitida através da utilização de seringas e agulhas não esterilizadas. Outras vias de transmissão são: saliva, urina, sêmen, leite,  fezes, suor e lágrimas.

Os primeiros sintomas apresentados pelo animal são: febre alta, perda de apetite, fraqueza, icterícia (amarelão), anemia e hemorragias. Dependendo da intensidade dos sintomas, o animal pode morrer ou apresentar uma melhora clínica após determinado período, aparentando uma cura.

 

O diagnóstico da Anemia Infecciosa Equina é o ponto de partida para qualquer ação de controle da doença. Saiba mais.

Fonte: Cepav

Clínica Médica

Curiosidades

Equinos

Deixe seu comentário:

Comentários

Esta publicação não possui comentários.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo Veterinário gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2018 Revista Veterinária. Todos os Direitos Reservados.