Aumente seu conhecimento no mundo Veterinário

Junte-se a milhares de apaixonados por animais. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Giárdia Canina

A Giárdia Canina é uma enfermidade que possui como agente principal um protozoário, que no organismo do animal causa como principais sinais muitas dores no trato intestinal, vômitos, perda de peso, depressão, desidratação, fezes com sangue, dentre outros.

A doença pode ser adquirida em contato com outros animais ou mesmo objetos variados e contaminados com fezes, onde o microrganismo se desenvolve.

O diagnóstico se dá por meio da confirmação dos sintomas e exames de fezes em laboratórios.

Já o tratamento passa pelo uso de antibióticos específicos que visam combater o protozoário, sendo desaconselhável o uso de vermífugos e os medicamentos aplicados devem ser indicados por especialistas no assunto.

A prevenção passa primeiramente pela vacinação. Em seguida, deve-se prezar pela limpeza dos canis e evitar que o animal fique em ambientes muito aglomerados com outros animais. Importante ainda evitar que o pet lamba as solas dos sapatos dos seus proprietários, que podem trazer da rua o protozoário.

Médico veterinário amplie seu conhecimento sobre essa e outras enfermidades que contam com ampla eficiência no diagnóstico e tratamento. Confira.

Fonte: Canal do Pet

Clínica Médica

Notícias

Parceiros

Pequenos Animais

ULTRASSOM VETERINÁRIO: 10 Técnicas de Diagnóstico em Pequenos Animais
Deixe seu comentário:

Comentários

Esta publicação não possui comentários.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo Veterinário gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2018 Revista Veterinária. Todos os Direitos Reservados.