Aumente seu conhecimento no mundo Veterinário

Junte-se a milhares de apaixonados por animais. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Dermatite psicogênica: a principal causa da perda de pelos em gatos

Dermatite psicogênica: a principal causa da perda de pelos em gatos Se seu animal está se lambendo em excesso ou com coceiras, é preciso acender o sinal de alerta, aí pode esta o principal motivo da perda de pelos em gatos.

Há grandes chances dele esta portando alguma doença dermatológica, como por exemplo, a dermatite psicogênica. Por isso, a ida ao médico veterinário é imprescindível, sendo que a negligência nesta questão pode piorar o quadro, causando inclusive a perda dos pelos.

Tal doença tem como característica o comportamento repetitivo destas lambeduras, que tem como origem o estresse vivenciado pelo animal. Desta forma, ele tenta amenizar o seu quadro clínico. Em alguns casos mais graves o animal passa a morder os pelos e a arrancar quantidades maiores e em todo o corpo, como forma de se acalmar.

São vários os motivos que podem fazer com que o animal desencadeie estas reações, como mudança repentina de ambiente, chegada de outro animal, abandono durante muitas horas ou dias, barulhos excessivos, confinamento em local inóspito, falta de entretenimento, mudança na decoração da casa, obras, dentre outros fatores.

É preciso ficar sempre de olho, pois muitas situações que para nós humanos não são motivos de preocupação, para os animais pode representar um choque na qualidade de vida e formas de aumentar os níveis de estresse. Cuidar não apenas do animal, em si, mas do ambiente que o cerca, é, portanto, fundamental.

Importante ressaltar ainda que a perda de pelos pode não estar relacionada a dermatite psicogênica, mas a outras fatores diversos. Muitas vezes a causa está nas condições da própria pele, ou parasitas, alergias e alterações metabólicas. Por isso, vale a pena levar o animal a uma profissional especializado. Somente assim será possível chegar a uma conclusão sobre as reais causas do problema.

São várias as curiosidades apresentadas pelos animais, não é mesmo? E os gatos sempre apresentam diversas características de comportamento.

Quer ficar ainda mais por dentro dessas curiosidades?

Então confira esse post: Você já ouviu falar na síndrome do gato nervoso

Tenho a certeza que você vai adorar. Boa leitura!

Fonte: Aki é o Bicho

Áreas

Clínica Médica

Curiosidades

Cursos

Destaques

Notícias

Pequenos Animais

ULTRASSOM VETERINÁRIO: 10 Técnicas de Diagnóstico em Pequenos Animais
Deixe seu comentário:

Comentários

Esta publicação não possui comentários.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo Veterinário gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2017 Revista Veterinária. Todos os Direitos Reservados.