Aumente seu conhecimento no mundo Veterinário

Junte-se a milhares de apaixonados por animais. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Seu cachorro está sentindo dor?

Seu cachorro está sentindo dor?Os cachorros estão sujeitos a vários tipos de imprevistos como doenças e acidentes que incluem lesões, fraturas, dentre outros. Sendo assim, a dor é a forma mais concreta do animal demonstrar que houve algo de errado. No entanto, nem sempre estas situações são percebidas de imediato pelo proprietário do animal, já que é preciso certo grau de conhecimento e sensibilidade, ou seja, é necessário estar alerta aos sinais muitas vezes sutis, já que o cachorro não pode falar.

Os cachorros são considerados muito mais fortes que homem em relação a este assunto. Isso porque, em casos relativamente simples, estes cachorros podem até mesmo não manifestar nenhum sinal, embora exista a dor. Por isso, quando eles chegam a demonstrar esse incômodo é sinal de que algo realmente não vai bem.

Saiba quando o cachorro está mais sujeito a sentir dor

As situações mais comuns e que envolvem muitas dores são o pós-cirúrgico, principalmente quando o proprietário se esquece de fornecer os medicamentos (analgésicos) no período correto, ou durante um atropelamento, quando o cachorro geralmente fratura muitos ossos e tem parte dos órgãos internos atingidos. Podemos citar ainda como situações semelhantes às perfurações, dores de dente, dentre muitas outras.

Nestes casos mais extremos, o cachorro muda o seu comportamento, tornando-se mais agressivo mesmo com o seu proprietário. Esta reação é uma forma de “defesa”, principalmente quando o local da dor é tocado. Outro sinal comum de dor é o andar curvado e lento. O proprietário do cachorro deve ainda observar a expressão do animal, como piscar os olhos, ranger os dentes, falta de apetite, recusa em brincar com o seu dono, uivo diferenciado, dentre outros.

Ao identificar esta situação, o melhor a se fazer é levar o cachorro para uma consulta veterinária, com um profissional especializado. Somente ele, com sua experiência e mediante alguns exames, poderá emitir um diagnóstico preciso sobre a situação do pet.

Gostou desse artigo? Quer saber mais sobre doenças em cachorro, veja esse aqui sobre a Cardiomiopatia Dilatada em Cães

Fonte: Portal do Dog

Notícias

Parceiros

Pequenos Animais

Para você que quer ser um expert em Cardiologia Veterinária: Este é o caminho do sucesso!
Deixe seu comentário:

Comentários

Esta publicação não possui comentários.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo Veterinário gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2017 Revista Veterinária. Todos os Direitos Reservados.