Aumente seu conhecimento no mundo Veterinário

Junte-se a milhares de apaixonados por animais. Receba gratuitamente nossas dicas para o seu sucesso.



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Você sabia que as cores das gengivas dos cães podem indicar doença periodontal?

Doença Periodontal Canina é o resultado da resposta inflamatória à placa bacteriana. Relativamente, é uma enfermidade comum, pois cerca de 80% dos cães com idade superior a três anos apresentam alguma variação dela.

Embora a saúde bucal dos cachorros seja negligenciada por muitos tutores, o assunto é sério. Se não for tratada o quanto antes, pode fazer com que o pet perca seus dentes, que pode comprometer ainda mais sua qualidade de vida.

Manter uma boa higiene bucal é essencial para manter o cão longe da doença periodontal. Aliás, tenha em mente que a coloração e textura das gengivas do animal é indicador de como está sua saúde. A cor das gengivas dos cães deve ser de um tom rosado. Por isso, é necessário sempre observar a boca do animal.

Existem alguns indícios que demonstram a presença da enfermidade, trataremos sobre eles no próximo tópico.

Sinais clínicos da doença periodontal

Alguns sinais são característicos da doença, dentre eles podemos destacar:

- Halitose;

- Salivação excessiva;

- Sangramento gengival;

- Dificuldade para se alimentar;

- Vermelhidão e inchaço gengival (gengivite);

- Acúmulo de cálculo dental (mineralização da placa bacteriana).

Quando o pet não recebe o tratamento adequado, a enfermidade pode causar:

- Perda dental;

- Irritabilidade/desconforto e dor;

- Infecção sistêmica de outros órgãos como coração e rins.

Agora que você já sabe os sinais de alerta da doença, deve também considerar os fatores que desencadeiam a doença, veja quais são a seguir.

Fatores que influenciam o desenvolvimento da enfermidade

Os principais fatores relacionados ao desenvolvimento da doença periodontal estão relacionados ao acúmulo das placas bacterianas nos dentes, dieta inadequada, falta de escovação ou até pela imunidade baixa.

Vale ressaltar que, cães que se alimentam da mesma comida que seus proprietários ou comem petiscos e rações úmidas têm seus resíduos facilmente depositados entre os dentes. Isso promove um ótimo ambiente para a formação de placas e de cálculo.

Depois de saber os agentes desencadeadores da doença, você deve estar querendo saber como diagnosticá-la e tratá-la, continue lendo esse artigo que abordaremos em seguida.

Diagnóstico e tratamento

Dependendo do grau da periodontite é realizada radiografias para determinar qual o tratamento correto. Quando a doença está em seu estágio inicial, o processo se baseia no controle e prevenção da placa.

Por vezes é necessária uma limpeza geral para remoção da placa dentária e tártaro. Porém, quando a doença está numa fase mais avançada é realizado até uma intervenção cirúrgica no paciente para remoção das partes afetadas juntamente com a aplicação de gel antibiótico.

Você sabe quais medidas adotar para a prevenção dessa enfermidade? Veja no próximo tópico os cuidados necessários para manter os pets longe dela.

Como prevenir a doença periodontal nos pets?

É importante não utilizar produtos que possam mascarar os possíveis problemas de saúde do pet. Outro tipo de prevenção é selecionar a comida do cachorro, pois petiscos e rações funcionais podem ajudar na redução do tártaro. Mas, é imprescindível realizar a higienização da boca do cão diariamente e levá-lo periodicamente a um profissional especializado em saúde bucal.

Mas não adianta você saber tudo isso sobre a doença e não saber se a área da odontologia veterinária compensa financeiramente, é sobre isso que abordaremos na sequência.

Mercado na área

A odontologia veterinária é sem dúvida uma das áreas que mais crescem e a cada dia ganha um papel de destaque entre as especialidades da profissão.

Não poderíamos deixar de mencionar que o Brasil tem a segunda maior população de cães e gatos do mundo inteiro. Só isso já nos diz que a demanda de serviços para os pets está em alto crescimento.

Com a mudança do comportamento dos tutores, no qual o animal de estimação se torna praticamente um filho, houve um aumento na preocupação com a saúde bucal deles. Desta forma o mercado na área está cada vez mais aquecido.

E você, depois de ler esse artigo se interessou pela área? Podemos te ajudar:

Curso de Odontologia em Pequenos Animais

Curso de Periodontia em Pequenos Animais

Fonte: Meus Animais e Pet Love

Áreas

Cursos

Destaques

Notícias

Parceiros

Pequenos Animais

Para você que quer ser um expert em Cardiologia Veterinária: Este é o caminho do sucesso!
Deixe seu comentário:

Comentários

  • Natan - 08:04:41 03/10/2018

    Excelente conteúdo....sucinto direto didático....gostei é muito obrigado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado.

Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos para se destacar no mercado
(Campos com * são obrigatórios)

Conecte-se ao mundo Veterinário gratuitamente!



Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
Sites relacionados
Revista Agropecuária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2018 Revista Veterinária. Todos os Direitos Reservados.