A evolução dos equinos

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Através de evidências fósseis, alguns estudiosos determinaram em 55 milhões de anos a existência dos cavalos. Seus ancestrais, provavelmente, se alimentavam de vegetação macia, copada ou rasteira, em bosques pré-históricos, possuindo dentes curtos (braquiodontes). Houve várias denominações, até se chegar ao EQUUS, o tipo de cavalo atual.

Acredita-se que sua evolução iniciou-se no continente americano, espalhando-se por todo mundo e se extinguindo em sua região de origem. Mudanças no clima acabaram alterando seu habitat. Ele se adaptou melhor ao pastejo de vegetação abundante, em grandes áreas.

Os cavalos sempre foram presas, desenvolvendo, por isso, a capacidade de empreender fuga, ao menor sinal de ameaça, isso, facilitado por seus membros longos e musculosos. Comem pouco para permanecerem leves e não perderem essa capacidade.

Domesticados pelo homem, para facilitar sua captura, os cavalos o servem, no trabalho pesado, e como meio de transporte, prejudicando-se, muitas vezes, em sua locomoção, com danos, muitas vezes irreparáveis.

 

Fonte: CPT Cursos Presenciais

 

 

 

Conheça o Curso de Primeiros Socorros em Equinos

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  


Atualizado em: 22 de agosto de 2011