A importância de cuidar da boca do seu pet

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Uma falta de higienização oral do seu pet pode levar a graves problemas de saúde. O problema todo começa com a placa bacteriana, que se forma basicamente por resíduos alimentares e bactérias que produzem substancias que irritam a gengiva, causando a gengivite. No decorrer do processo, vai havendo deposição de cálcio e outros minerais presentes na saliva, formando o cálculo dentário, ou tártaro.

A placa dentária é o fator primário responsável pela gengivite, e a dieta pode ajudar ou interferir no desenvolvimento do cálculo. Uma dieta macia e aderente induz o aumento da formação de placas, diferente da dieta de consistência dura e fibrosa.

Com o tempo, a gengivite acentua-se e destrói gradativamente os tecidos e estruturas de sustentação dentária, causando mobilidade dos dentes, e posterior perda dos mesmos. Também pode causar dor durante a alimentação, perda de apetite, emagrecimento, salivação excessiva, e principalmente halitose. Nos cães e gatos jovens a doença periodontal mais comum é a gengivite, enquanto que nos mais velhos, predomina a frouxidão óssea e a queda de dentes.

O desenvolvimento da placa também é influenciado pela da saliva, porque a ela proporciona a limpeza mecânica dos dentes. A saliva contém algumas enzimas que inibem a ação bacteriana, e apresenta propriedades imunológicas. Portanto, indivíduos com menor produção de saliva têm maior predisposição para formação da placa.

A gravidade da doença periodontal está relacionada com a quantidade de placa presente nos dentes. Os cães de raças pequenas podem ser afetados mais precocemente que os de raças de grande porte e também de forma mais grave. Existem relatos de que esta infecção pode se propagar através da corrente sangüínea da boca para outros órgãos internos como o coração, o fígado, os rins e articulações, podendo levar até a consequências fatais, como endocardites, hepatites, pielonefrites, glomerulonefrites, entre outras.

Infelizmente a doença periodontal não tem cura, mas possui controle. Isto porque a boca dos animais, assim como as nossas, não são estéreis, pois há sempre bactérias que fazem parte da flora normal da cavidade oral e que não necessariamente trazem prejuízos à saúde. O controle da placa se dá principalmente através da higienização diária (escovação) e profilaxias profissionais regulares. A escovação dos dentes deve ser feita com escovas e pastas especialmente formuladas para animais, pois dentifrícios humanos, se ingeridos, contém substâncias nocivas aos animais, podendo causar problemas estomacais e até intoxicação. O tratamento periodontal é indicado para animais com grau avançado da doença.

  Fonte: CPT Cursos Presenciais  

Conheça o Curso de Dermatologia em Pequenos animais

         

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  


Atualizado em: 13 de maio de 2011

Artigos Relacionados com Pequenos Animais: