Alimentação para cães à base de soja

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A soja é considerada, além de um dos alimentos mais produzidos, mundialmente, também como um dos mais antigos do mundo. Na China, é conhecida há mais de 5.000 anos, segundo pesquisas.

A proteína isolada de soja tornou-se muito conhecida, nos últimos anos, devido à constatação de sua alta qualidade e teor proteico (contendo 36% no grão e 80% na própria proteína isolada), sendo, atualmente, o ingrediente mais empregado em alimentos secos para cães, o farelo de soja. Neste caso, torna-se um alimento completo para cães, quando associado à farinha de origem animal, compondo de 5% a 20% da dieta.

Isso tem proporcionado um grande equilíbrio de aminoácidos à dieta, com redução do teor de macrominerais, como o cálcio e o magnésio, pois estes dois componentes, em excesso, podem causar anomalias ósseas nos animais.

É necessário que se faça um correto procedimento no preparo desta dieta, por existirem alguns fatores antinutricionais, na soja, que podem limitar seu uso nesse tipo de alimentação. Um dos principais fatores antinutricionais são as lectinas; elas se juntam às células intestinais, prejudicando a absorção de nutrientes importantes.

 Apesar de alguns efeitos nocivos, há uma vantagem em seu uso, pelo fato de, no processamento térmico da soja, as lectinas são desativadas, não mais causando danos à saúde do cão.

As fibras solúveis são outro fator delimitante na alimentação de cães à base de soja. Elas podem aumentar a viscosidade da digesta, dificultando a ação das enzimas, resultando em formação de fezes mais densas e mais volumosas, o que provoca maior volume de gases.

Entretanto, as fibras também são necessárias à saúde animal, pois têm a função de diluir as calorias da dieta, favorecendo, assim, os cães obesos, diabéticos e idosos. Atuam, também, como probióticos, isto é, produzem lactobacillus encarregados de promover o combate dos macroganismos, causadores de patologias que podem causar sérios danos, e, até comprometer, seriamente, a saúde dos cães. Esse tipo de dieta tem sido muito bem aceita por esses animais e tem contribuído, de maneira muito positiva para a melhoria da saúde canina.

 

Fonte: Equipe CPT Cursos Presenciais

 

Conheça o Curso de Técnicas Nurticionais para Cães e Gatos – Aprenda a indicar a ração ideal

 

 

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  


Atualizado em: 15 de julho de 2011

Artigos Relacionados com Pequenos Animais: