Cirurgia de dilatação do ceco bovino

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Dentre as disfunções que acometem o sistema digestivo de bovinos, tempos a dilatação do ceco (DC).

Comparada a outras patologias, a DC é pouco frequente. Constitui uma causa comum de disfunção digestiva, principalmente em gado de leite, provocada por fatores como a hipocalcemia, a endotoxemia secundária a metrite ou mastite.

Esta afecção do trato gastrointestinal em bovinos ocorre com maior frequência em animais adultos, no início da lactação, embora ele tenha sido relatado em outras fases da lactação. A DC também foi observada em bezerros e bois. A maior ocorrência dos casos é verificada em bovinos criados em sistemas intensivos.

O tratamento médico convencional na maioria das vezes é insuficiente, havendo a necessidade de exploração cirúrgica. Consiste de laparotomia na região do flanco direito, que permite a exposição do ceco e a correção usualmente envolve uma tiflotomia. Em casos graves em que há necrose da parede do ceco uma parcial tiflectomia pode ser necessária.

Após o procedimento cirúrgico, a terapia de suporte é indicada para a correção da hidratação e o déficit eletrolítico por meio da fluidoterapia oral ou intravenosa, antinflamatórios não esteroídes e laxativos.

A antibioticoterapia também é indicada por período de uma semana, sendo fundamental oferecer ao animal alimento de boa qualidade e água em abundância.

Assim, o cuidado com o pós-operatório é tão importante quanto a realização do procedimento cirúrgico, sendo que em ambos os casos, a presença de um veterinário capacitado é essencial ao sucesso corretivo de dilatação do ceco.

Fonte: Scielo

Adaptação: Revista Veterinária

 

 

Conheça o Curso de Cirurgias em Bovinos a Campo

 

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  


Atualizado em: 22 de outubro de 2012