Desmotomia do ligamento patelar em bovinos

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Bovinos podem ser acometidos pela luxação do ligamento patelar, independentemente de sexo ou idade dos animais. Isso pode levá-los à claudicação uni ou bilateral dos membros pélvicos, trazendo prejuízos incalculáveis, com o seu desgaste muito precoce.

A desmotomia patelar é uma técnica cirúrgica que, se bem aplicada, é capaz de devolver aos animais seus movimentos afetados. Esse procedimento constitui-se de uma incisão, de, mais ou menos, três centímetros, na pele, e a secção do ligamento patelar medial, utilizando-se pinças e bisturis.

Trata-se de uma técnica menos invasiva e muito menos traumática para os animais, pois utiliza-se um desmótomo (instrumento experimental modificado), que permite tratar a luxação patelar com mais eficiência, oferecendo maior agilidade e melhor recuperação, em menor tempo, ao animal, no pós-operatório.

A cirurgia pode ser realizada a campo com o paciente em estação quadrupedal ou em decúbito lateral com o membro afetado para cima. A anestesia é local infiltrativa na linha de incisão, por traz do ligamento e entre o ligamento e a pele. A preparação do campo operatório segue técnica de antissepsia de rotina.

A incisão longitudinal de aproximadamente cinco centímetros é realizada entre os ligamentos tibiopatelares intermédio e lateral. Sem a necessidade de grande divulsão de tecido conjuntivo, introduz-se pinça hemostática curva adjacente à borda lateral do ligamento, desliza-se por traz do ligamento tibiopatelar medial a fim de apresentá-lo para receber a incisão transversal com bisturi, o mais próximo de sua inserção na tíbia. Após a secção do ligamento, é feita a síntese de pele com pontos separados de preferência do cirurgião com fio inabsorvível sintético (nylon 0).

No pós operatório, a terapia antimicrobiana profilática pode ser escolhida de acordo com a preferência do cirurgião. Uma única aplicação de antinflamatório é indicada no dia da cirurgia (fenilbutazona 4,4 mg/kg IV). Restrição de exercício nos primeiros cinco dias e retirada dos pontos em torno de quinze dias completam os cuidados no pós-operatório.

Fonte:CPT Curso Presenciais  

Conheça o Curso de Cirurgia em Bovinos a Campo 

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  


Atualizado em: 25 de julho de 2011