Conheça as causas mais comuns da Icterícia em gatos

  •   
  • 403
  •  
  •  
  •  
icterícia em gatos

A icterícia em gatos é uma manifestação clínica, caracterizada pelo acúmulo de bilirrubina no organismo, comumente observada em felinos. O gato ictérico apresenta coloração amarelada na pele, esclera, palato e/ou mucosas. E mais, a icterícia ocorre por hemólise, doenças hepatobiliares e/ou obstruções. Aproximadamente 30 a 40% dos gatos com alterações hepáticas apresentam icterícia.  

Você verá que a icterícia em gatos pode ter como origem várias doenças, as provas laboratoriais e os diagnósticos por imagem são essenciais para auxiliar na identificação da causa do problema. Então, é comum que gatos ictéricos estejam com as enzimas hepáticas elevadas. Mas, esse sinal por si só não é capaz de indicar se a causa é uma doença hepatobiliar primária ou secundária.

Desse modo, é importante ressaltar que a icterícia em gatos é um sinal clínico composto por diversas alterações dos mais variados tipos. Portanto, é preciso realizar exames e provas laboratoriais para chegar a um diagnóstico. No decorrer deste artigo você receberá um conteúdo relevante para aumentar ainda mais o seu conhecimento sobre o assunto. Acompanhe até o final!

Quais as causas da Icterícia em gatos?

Existem diversas causas dessa doença, abaixo listamos algumas delas:

Icterícia em gatos causada por hempolise

As causas mais comuns de icterícia em gatos por Hemólise são:

  • Mycoplasma haemofelis;
  • Citauxzoon felis; 
  • Babesia felis;
  • Anemia hemolítica imunomediada (FeLV);
  • Reação transfusional;
  • Intoxicações (azul de metileno, paracetamol, benzocaína, cobre, zinco, etc).

Icterícia por doenças hepatobiliares e doenças sistêmicas

Já a icterícia por doenças hepatobiliares e doenças sistêmicas são causadas por:

  • Lipidose hepática; 
  • Colangite;
  • Colangio-hepatite; 
  • Pancreatite;
  • Doença inflamatória intestinal;
  • Tríade;
  • Neoplasias (primária ou metastática); 
  • Doenças Infecciosas (PIF, FIV, FeLV); 
  • Hipertireoidismo; 
  • Intoxicações (diazepam, antifúngicos como o cetoconazol).

Icterícia por processos obstrutivos biliares

A icterícia por processos obstrutivos biliares normalmente ocorre em função da:

  • Colelitíase; 
  • Abscesso; 
  • Granuloma;
  • seudocisto biliar (ou pancreático);
  • Hérnia diafragmática;
  • Platinossomíase;  
  • Neoplasias (linfossarcoma, carcinoma).

Sinais clínicos da doença

Icterícia em gatos costuma apresentar alguns sinais clínicos comuns, um deles é a coloração amarelada em certas partes do corpo. Contudo, os locais mais comuns são o palato, esclera e mucosas. Aliás, o  problema pode estar diretamente ligado ao fígado. Pois, em alguns casos o organismo se torna incapaz de excretar corretamente a bilirrubina e os demais componentes que estão na bílis.

Existem também situações em que a doença nada tem a ver com o fígado, que são as não hepáticas. Os sinais clínicos variam de acordo com a etiologia, mas no geral, gatos ictéricos apresentam algumas características comuns que podem auxiliar o médico veterinário na hora do diagnóstico. Eles costumam apresentar:

  • Anorexia;
  • Perda de peso;
  • Letargia;
  • Depressão;
  • Sialorréia;
  • Ventroflexão de pescoço;
  • Desidratação;
  • Febre.  

Como diagnosticar e tratar a doença?

Exames laboratoriais (sangue, urina, fezes) e de imagem (especialmente ultrassonografia abdominal) são essenciais para o diagnóstico. Entretanto, muitas vezes o diagnóstico definitivo só é alcançado por meio de análise citológica ou histopatológica do fígado. Assim, o tratamento deve ser de suporte até a obtenção do diagnóstico definitivo.

 Sobretudo, a área de pequenos animais vem crescendo muito, e o mercado demanda profissionais cada vez mais capacitados. Dessa forma, no Curso de Emergência e Pronto Atendimento a Pequenos Animais do CPT Cursos presenciais, você aprenderá na prática sobre soluções viáveis para suprir as necessidades emergenciais em clínicas e hospitais veterinários.

Aproveite e conheça a 16º colônia de férias do nosso parceiro CPT Cursos Presenciais e garanta já a sua matrícula, pois as turmas são limitadas. Torne-se um profissional diferenciado na sua área!  

Fonte: Perito Animal e Pet Care

  • 403
  •  
  •  
  •  
  •  


Atualizado em: 22 de novembro de 2019

Artigos Relacionados com Pequenos Animais: