Luxação de patela em cães e gatos

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A luxação da patela em pequenos animais, como cães e gatos, é um caso bastante comum nas clínicas veterinárias e que pode comprometer a mobilidade e saúde dos animais.

Também conhecido como rótula, o membro tem a função de alinhar o joelho aos músculos e “gerenciar” o movimento articular.

O andar manco do animal é um dos principais sinais da luxação, que costuma trazer muita dor e desconforto. Assim, a solução mais indicada para o caso é, geralmente, a cirúrgica ortopédica para recolocar o membro no lugar.

Após a realização do procedimento a recuperação acontece em torno de dois meses, sendo que em alguns casos é preciso ainda algumas sessões de fisioterapia.

A origem da doença pode ser congênita ou em decorrência de algum trauma por conta de acidentes relacionados a saltos ou quedas, outro fator desencadeador desse problema é a obesidade, pois neste caso existe um sobrepeso no membro.  

O problema pode variar quanto ao seu nível de gravidade, comprometendo a tíbia, além de gerar outras doenças articulares.  O diagnóstico é realizado através de exames de raio-X.

É recomendado que no primeiro sinal o animal seja submetido a uma consulta com um médico veterinário, pois somente assim será possível evitar que a doença se agrave.

 

Para corrigir essas anomalias o profissional conta com equipamentos que são necessários para esse procedimento. Veja aqui.

Fonte: Cachorro Gato

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Artigos Relacionados com Clínica Cirúrgica em Pequenos Animais: