Os 250 anos de existência da Medicina Veterinária

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Existe sempre uma dúvida a respeito do surgimento das doenças: como elas surgiram? E os médicos? Vieram antes ou depois destas doenças…. Sabe-se, que da mesma forma que os homens procuravam curar suas doenças, de forma empírica, desde as primeiras civilizações, o faziam também, na tentativa de cura dos seus animais de estimação, domesticados, há, pelo menos, 10 mil anos antes de Cristo.

O grego Apsirtos, que viveu no século IV A.C., é considerado o pai da Medicina Veterinária, por escrever 121 sábias cartas, reunidas no livro “Hippiatrika”, sobre doenças de cavalos.

No Brasil, atuam 65 mil veterinários, em parceria com agrônomos e zootecnistas. Eles desenvolvem uma verdadeira revolução no campo. Em parte, graças à contribuição do seu trabalho, o Brasil passou a ser o maior exportador mundial de carne bovina e de aves, e o 4º, de suínos.

Parte das celebrações dos 250 anos ocorrerá no 38º Congresso Brasileiro da profissão, a ser realizado na cidade de Florianópolis, entre os dias 1º e 4 de novembro próximo, quando serão homenageados ilustres veterinários. Dentre eles, Eduardo Ferreira, de Araçatuba, SP, foi indicado pela Câmara Municipal da sua cidade, por sua eficiente atuação no controle da febre aftosa, nos rebanhos daquela região.


Fonte: Revista DBO

Adaptação: Revista Veterinária

 

 

Conheça o curso de Avaliação e Tipificação de Carcaças de Bovinos

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  


Atualizado em: 5 de outubro de 2011