Principais Técnicas de Castração Bovina

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A grande maioria das propriedades rurais brasileiras utiliza a castração bovina, especialmente as destinadas à pecuária de corte.

E mesmo assim, ainda há inúmeras incertezas em relação ao tema e na maneira como a prática interfere na produtividade e qualidade dos animais.

Uma das vantagens é que após a castração os animais se tornam mais “sociáveis”, podendo misturar os sexos no mesmo espaço. Outra vantagem é que animais castrados possuem carne com menos gordura, motivo de preferência de muitos consumidores.

Existem vários tipos e técnicas de castração, sendo algumas cirúrgicas e outras não. São elas:

  • Orquiepididectomia bilateral: é a retirada dos testículos ou da ligadura dos cordões por meio cirúrgico. Por outro lado essa técnica expõe o animal a suscetíveis infecções;
  • Burdizzo ou castração russa: é realizada através de uma ferramenta popularmente conhecida como burdizzo. Ela interrompe a circulação dos testículos. Porem após algum tempo a circulação pode ser reativada e os animais precisam novamente ser castrados;
  • Castração química: é feita por meio de uma aplicação de solução, causando atrofia dos testículos. A desvantagem é o valor elevado por animal.

O tipo de castração a ser utilizado fica a critério de cada produtor e é uma decisão que deve ser tomada em conjunto com um médico veterinário.

 

Para castração há sempre um manejo correto e cuidados específicos com a saúde do animal. Saiba mais.

Fonte: InfoEscola  

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  


Atualizado em: 1 de junho de 2016

Artigos Relacionados com Bovinos: