Provas de ganho de peso são realizadas com raça de gado cochim

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Animais com bom desempenho e que ofereçam retorno na produção de carne são alguns dos objetivos de duas Provas de Ganho de Peso que estão sendo realizadas com bovinos da raça Canchim. A ferramenta, muito utilizada pelas associações de criadores de raças bovinas, visa identificar animais superiores nos aspectos de desempenho e genética. Há três modalidades de Prova de Ganho em Peso à disposição dos criadores: a pasto, confinamento, e para animais de dupla aptidão.

As duas provas, em andamento em quatro currais nas instalações Malibu, em Campo Grande, MS, são da modalidade confinamento e somam 283 garrotes, com 8 meses de idade, em média.

As provas, em andamento, desde os meses de abril a julho, estão sendo orientadas pelo pesquisador Roberto Torres, da Embrapa Gado de corte – uma das unidades da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), e a coordenação técnica a cargo do médico-veterinário Maury Dorta, da Associação Brasileira de Criadores de Canchim (ABCCAN).

Os animais deram entrada na Prova com peso médio de 230 quilos e durante os 154 dias de teste passarão por mais duas pesagens e outras avaliações comercialmente importantes para raça de corte.

Serão analisados, por exemplo, além do ganho de peso, a área do olho de lombo, espessura de gordura, conformação frigorífica, dentre outros. O término das Provas está previsto para os meses de outubro e dezembro, primeiro e segundo lotes, respectivamente.

No confinamento Malibu, os animais recebem, no cocho, uma alimentação balanceada; concentrado à base de farelo de milho, soja e aveia; concentrado de bagaço de cana e micro elementos. Os animais que entraram primeiro na Prova, já passaram por uma pesagem, a segunda acontece no início do mês de agosto e a última no dia 1º de outubro.

Até agora, o ganho médio de peso dos animais foi de 1.350 quilos, “por serem animais recém desmamados e criados a campo, os índices são considerados muito interessantes”, informa Maury Dorta.

Os animais Canchim participantes das provas são provenientes de 22 fazendas dos estados de GO, SP, PR, MG e MS. “As provas são abertas para todos os criadores”, informa o pesquisador da Embrapa Roberto Torres que lembra: “estas iniciativas devem inspirar outros grupos a ingressarem em provas como estas, cujos trabalhos de melhoramento levam ao progresso genético da raça”.

Provas de ganho de peso são utilizadas para avaliar animais de desempenho superior e seus filhos provarem essa genética. É uma ferramenta do melhoramento que visa identificar animais que tragam o melhor retorno para a produção de carne.

As características da raça Canchim são: É uma raça européia com precocidade no ganho de peso, na maturidade sexual e no acabamento da carcaça. Por ser uma raça sintética permite, por meio do desenvolvimento de novos sistemas de acasalamento, usar a seleção ocorrida nas suas raças formadoras, além da seleção na própria raça, como fator muito importante para o seu desenvolvimento. Criadores de Canchim trabalham na formação de novas linhagens. Hoje, a raça Nelore domina como raça zebuína na formação da raça Canchim.

 

Fonte: Embrapa

Adaptação: Revista Veterinária

 

 

Conheça o Curso de Avaliação e Tipificação de Carcaças de Bovinos

 

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  


Atualizado em: 2 de agosto de 2011

Artigos Relacionados com Bovinos: