Tecnologias veterinárias salvam vidas em situações de alto risco

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Medicina Veterinária tem contribuído muito para salvar vidas de animais com as mais diferentes enfermidades e riscos de vida.

Situações que tempos atrás exigiam eutanásia ou comprometiam a qualidade de vida do animal, atualmente, podem ser superadas.

Foi o que ocorreu com dois cães de Muzambinho. Um deles levou um coice de uma vaca e teve fraturas ósseas. Já o outro cão contraiu um tumor maligno. A indicação de veterinários da cidade para uma clínica especializada também contribuiu para salvar os dois animais.

Do proprietário, Thiago Marinho, o blue heeler Zorro tem um ano de idade e mora no Rancho dos Amigos, em Muzambinho.

É um cão de pastoreio. Na função de guardar o gado, ele, geralmente, se posiciona atrás do rebanho. Porém, acidentes de trabalho acontecem, ainda mais quando algum gado se estressa por algum motivo ou ainda não está acostumado a ser conduzido por um cachorro.

Tempos atrás, Zorro levou um coice na região da pata dianteira.

Um raio X realizado na clínica veterinária MinasVet, em Guaxupé, detectou fraturas de úmero, com fragmentações ósseas. Para a recuperação dos  movimentos naturais do cão, o veterinário Paulo César Cecílio Ribeiro realizou uma correção cirúrgica com procedimentos utilizados em cirurgias ortopédicas.

Próximo à região do pescoço, Zorro recebeu pinos de fixação interna, que foram mantidos por 35 dias. Neste período, o blue heeler recebeu cuidados especiais e licença no trabalho. Depois, vida normal, protegendo o Rancho para honrar o seu nome de super-herói: Zorro.

Fonte: Site Minasvet

Adaptação: Revista Veterinária

 

Saiba tudo sobre Cirurgias Ortopédicas em Pequenos Animais, clique aqui.


 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  


Atualizado em: 17 de junho de 2011