Tristeza parasitária bovina

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

boi A tristeza parasitária bovina é uma moléstia comum nos rebanhos bovinos, também conhecida como babesiose, e ainda anaplasmose, é caracterizada por uma infecção causada por protozoários do gênero Babesiasp. e Anaplasma sp.

Na América do Sul, especialmente no Brasil, devido ao clima tropical quente e úmido, a tristeza parasitária encontra condições ideais para o seu desenvolvimento em quase todo o território do país durante o ano todo.

A doença acarreta grandes prejuízos econômicos, já que a patologia, além dos custos requeridos para seu controle e tratamento, causa a diminuição da produtividade do animal e até mesmo a sua morte.

Os vetores da doença são carrapatos, em especial os do gênero Boophilussp. Fatores como a idade e raça do bovino, resistência imunológica, tipo de pastagem e a estação do ano predispõe o surgimento da moléstia. Outros insetos como as moscas dos gêneros Tabanus, Stomoxys, Chrysops, Siphona e os mosquitos do gênero Psorophora também podem ser vetores da doença.

Os sinais clínicos da doença são anemia, fraqueza, febre, constipação, icterícia, depressão, desidratação, falta de apetite e respiração ofegante.

Como avaliar da saúde dos bovinos?

O que fazer feridas e fraturas em bovinos?

Como realizar aplicações de medicamentos corretamente?

 

 Fonte: Qualidade da Carne

Adaptação: Revista Veterinária

 

Conheça o Curso de Primeiros Socorros em Bovinos

Primeiros Socorros em Bovinos2

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Atualizado em: 7 de março de 2014