Descorna em bovinos: confira as 5 vantagens da técnica!

  •   
  •   
  • 1.1K
  •  
  •  
  •  
  •  

descorna em bovinosDescorna em bovinos, popularmente conhecida como a retirada dos chifres é um procedimento muito comum de ser visto nas propriedades. Por mais simples que pareça para os produtores, a técnica requer alguns cuidados para que seja realizada com sucesso e sem complicações.

Aliás, para que isso aconteça, o procedimento deve ser realizado por profissionais capacitados. Afinal, apesar da simplicidade de execução existem cuidados que devem ser respeitados. Assim, será possível obter maior desempenho e retorno do rebanho.

Ao longo deste artigo traremos informações importantes, relativamente simples e de baixo custo. Acompanhe com a gente até o final e boa leitura!

Vantagens de utilização da técnica

Não é à toa que a descorna em bovinos é utilizada amplamente no mundo, com ela é possível diminuir de forma significativa a ocorrência de lesões ao animais e os ataques aos tratadores. Além disso, é vantajosa em vários outros critérios e vem colaborando para o sucesso e rentabilidade em muitas criações. Confira outras vantagens:

#1 – Menor incidência de brigas;

#2 – Maior facilidade de manejar os animais;

#3 – Maior segurança para os que manejam o gado;

#4 – Evita ferimentos que podem desvalorizar o couro;

#5 – Transporte dos animais em caminhões de forma mais segura;

#6 – As instalações comportam maior número de animais quando descornados.

Métodos cirúrgico da descorna em bovinos

A descorna bovina pode ser realizada por meio de três diferentes métodos, são eles: térmico, químico ou cirúrgico. Independente da técnica escolhida é recomendado realizar o procedimento quando o animal estiver com cerca de 30 dias, podendo haver variações dependendo da raça. Isso, porque neste período o botão córneo está começando a se formar. O profissional veterinário responsável precisa ter amplo conhecimento de todos os processos que vão ser adotados antes, durante e após o procedimento.

O primeiro passo começa pela aplicação da anestesia local, amenizando assim a dor do animal. Logo em seguida é realizado um corte em torno do chifre a fim de expor a base do corno e assim utilizando uma serra ou fio cirúrgico ocorre a retirada do corno. Após todo o procedimento é necessário à higienização do local, sutura e curativo.

Importância de mitigar a dor

Pesquisas recentes concluíram que a descorna  está entre os procedimentos que mais causam dor nos animais. E mais, com isso pode haver diversos prejuízos em função da queda no desempenho dos bezerros. Desta forma, o ideal é reduzir o máximo possível o sofrimento, por meio da utilização de fármacos e das técnica mais adequada para os animais.

Por incrível que pareça, ainda é comum observar a realização de práticas sem adoção de procedimentos mínimos como utilização de analgésicos e anestésicos. Muitas vezes usando como argumento a falta de recursos financeiros ou mesmo por considerarem que a dor tem curta duração. No caso da descorna cirúrgica é obrigatório a aplicação de anestesia geral ou sedação, pois auxilia na contenção do animal e ajuda a amenizar o incômodo causado pela dor.  

Como vimos, a descorna é vantajosa, porém, precisa ser realizada por um médico veterinário responsável. Afinal, envolve riscos de causar lesões e até mesmo a morte dos animais. Agora que já está por dentro do assunto e sabe das vantagens e importância de realizar o procedimento com segurança, temos uma oportunidade bem legal para você ampliar ainda mais os seus conhecimentos. No curso de primeiros socorros em bovinos do CPT Cursos presenciais, você aprenderá na prática sobre todas as emergências relacionadas aos animais. Clique no link abaixo e confira a seleção completa de cursos na área de gado de corte.


Cursos de gado de corte

Fonte: Gespianos, Milk Point e Descorna cirúrgica em bovinos

  • 1.1K
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  


Atualizado em: 14 de fevereiro de 2019

Artigos Relacionados com Bovinos: