Situação de emergência: hemorragia interna em cães!

  •   
  •   
  • 2
  •  
  •  
  •  
  •  
Hemorragia interna em cães

A hemorragia interna em cães é o termo utilizado para indicar o extravasamento de sangue dos vasos, quando ocorre de maneira incontrolada. Em algumas situações pode evoluir para casos de hipovolemia, e se as medidas corretas e imediatas não forem tomadas, pode levar o animal a morte. 

De maneira geral, a hemorragia pode ser dividida em dois tipos: 

– Hemorragia externa;

– Hemorragia interna. 

O fato da perda de sangue não ser visível, faz com que a hemorragia interna seja considerada mais grave. De início, não se sabe ao certo qual órgão ou estrutura do animal que foi afetada.

Quais são as causas da hemorragia interna?  

Normalmente a hemorragia interna em cães costuma ter sua origem em acidentes como atropelamentos ou eventos de agressão física. Mesmo com o trauma, o animal costuma se levantar e locomover normalmente. O perigo está no fato de ser algo interno e o tutor não conseguir ver. 

A primeira reação do sistema cardio-circulatório à perda aguda de sangue, é um mecanismo compensatório. Então, ocasiona imediatamente a vasoconstrição cutânea, muscular e visceral, que mantém a quantidade de sangue suficiente para o funcionamento dos órgãos vitais como rins, coração, cérebro e pulmão.

Quais sinais podem ajudar os tutores? 

Um sinal comum é a taquicardia, que atua no aumento do débito cardíaco aumentando a pressão e, consequentemente, a velocidade que o sangue passa pelos vasos. O grande problema desse mecanismo compensatório é a evolução para um choque hipovolêmico.   Alguns sinais podem ajudar a fechar um diagnóstico preciso de hemorragia interna em cães. São eles:

Alguns sinais podem ajudar a fechar um diagnóstico preciso de hemorragia interna em cães. São eles:

  • Pulso fraco;
  • Pele fria;
  • Sudorese;
  • Mucosas pálidas;
  • Sede intensa;
  • Tontura.

É importante salientar que a anamnese do paciente é indispensável neste caso, para acompanhar todo o processo de evolução do quadro. Além disso, o médico veterinário precisa avaliar as fezes e a urina do animal. Isso, porque o sangue pode ser expelido pelas vias excretoras.

Como é feito o tratamento? 

O tratamento da hemorragia interna em cães, na maioria das vezes é o processo cirúrgico. O médico veterinário vai diretamente ao local e faz a reparação da lesão, dependendo da quantidade de sangue perdida, o veterinário indica também a infusão de sangue por via parenteral.

O profissional que atua no atendimento destes casos precisa estar muito bem capacitado. Pois, não é um assunto simples e coloca em risco a vida do animal. O investimento em conteúdo e capacitação é essencial para garantir a tranquilidade e eficiência, por isso trouxemos uma super dica pra você. Já está chegando a 15° edição da Colônia de Férias do nosso parceiro CPT Cursos Presenciais e tem muita coisa boa na área de pequenos animais.

Clique no banner abaixo e confira todos os cursos!

Fonte: Meus Animais

  • 2
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  


Atualizado em: 25 de junho de 2019

Artigos Relacionados com Pequenos Animais: