Pequenos animais: vamos falar sobre a odontologia veterinária? 

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A odontologia veterinária voltada para pequenos animais é um importante ramo de atuação. Tem como principal objetivo, cuidar e preservar da saúde bucal dos pets. Aliás, boa parte dos cães e gatos que estão acima dos dois anos de idade apresentam problemas orais. De certo, em função do acúmulo de placa bacteriana e formação de cálculo dentário. 

Sabemos que são cada vez maiores os cuidados com os animais de companhia, eles se tornaram membros da família. E mais, os tutores desejam que seus companheiros tenham vida longa. Assim, a saúde oral contribui de forma significativa para isso.

O profissional da área, realiza diversos procedimentos e precisa conhecer muito bem sobre a anatomia e fisiologia dos animais. Então, com o aumento da demanda pela especialidade, houveram diversos avanços em relação as técnicas de anestesia e cirurgia. Continue a leitura até o final e entenda como você deve se preparar para atuar neste contexto! 

Problemas dentários em cães e gatos 

Odontologia veterinária

Dentre os principais problemas que acometem a saúde bucal dos pets, o acúmulo de placas bacterianas é o mais comum. Aliás, é uma enfermidade grave que chega a acometer cerca de 80% dos cães que já ultrapassaram os cinco anos de idade.

A doença periodontal é responsável pela inflamação da gengiva (gengivite) e destruição de tecidos de sustentação do dente (periodontite).

O acúmulo de placa bacteriana na superfície do dente, e principalmente na região próxima a gengiva, induz a resposta inflamatória no organismo (gengivite), e a sua progressão (periodontite) decorre do agravamento da infecção e do processo inflamatório. Do mesmo, outros procedimentos realizados são: 

  • Implantes;
  • Polimento;
  • Raspagem;
  • Extração dentária;
  • Tratamentos periodontais.

Sinais relacionados às doenças odontológicas

As doenças odontológicas apresentam alguns sinais que são bastante característicos e indicam que o animal precisa de atendimento de um profissional. Em resumo, os mais comuns são:

  • Perda de peso;
  • Queda de dentes;
  • Dor de dente intensa;
  • Aumento da agressividade;
  • Sangramento nas gengivas;
  • Mudanças na mastigação e mordida;
  • Acúmulo de placa bacteriana e tártaro.

Técnicas de diagnóstico 

Para identificar as doenças orais relacionadas a odontologia veterinária, o exame completo da cavidade oral é um passo importante. Então, o sulco gengival precisa ser examinado e higienizado e em casos mais graves, as bolsas periodontais também. Trata-se de uma área que circunda o dente em todas as suas faces. 

A raspagem dentária é realizada com o auxílio do ultrassom odontológico e muitos problemas orais podem ser diagnosticado por meio do exame completo das faces. Muitos exames não podem ser realizados com o paciente acordado. Desta forma, a anestesiologia veterinária proporciona o melhor atendimento possível. 

Mercado de trabalho 

A conscientização dos proprietários sobre a importância dos cuidados odontológicos com seus pets tem gerado um crescente mercado de trabalho para odontologia veterinária. Desta forma, encontramos hoje diversas clínicas que atuam exclusivamente com esse ramo da medicina veterinária. 

Profissionais que possuem experiência prática na área e sabem diagnosticar e corrigir as principais orais, se destacam. Você está preparado para atender esta importante demanda de serviços? 

O nosso parceiro CPT Presenciais oferece o curso de odontologia em pequenos animais. Nele, você vai aprender a diagnosticar e corrigir as principais afecções orais e se capacitar para atuar neste mercado promissor.

Clique no banner abaixo e confira todos  os detalhes!

Odontologia em pequenos animais
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  


Atualizado em: 4 de julho de 2019

Artigos Relacionados com Pequenos Animais: