Olhos vermelhos em cães e gatos: É sinal de alerta?

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
olhos vermelhos em cães e gatos

Os olhos vermelhos em cães e gatos é um sinal de alerta de que algo está errado, não é mesmo?

E, provavelmente você já presenciou essa anomalia algumas vezes e ficou se perguntando o que poderia ter causado o problema. Então, essa vermelhidão pode ser o sintoma de algum tipo de infecção ou incômodo nos olhos que causa a irritação na região.

Assim como nos humanos, a região ocular dos cães e gatos é bem sensível e merece muita  de atenção. Continue com a gente e saiba como identificar os problemas e quais medidas podem ser adotadas.

Possíveis causas de olhos vermelhos em cães e gatos

Cães e gatos podem apresentar vermelhidão nos olhos por diversos motivos. Desde problemas que envolvam as estruturas do próprio bulbo ocular ou dos tecidos adjacentes. Até doenças mais graves, inclusive sistêmicas.

O sinal geralmente está associado a algum tipo de inflamação ocular como ceratites e cerato-conjuntivites. Mas, também, podem ser consequência de problemas como glaucoma, catarata, doença orbital, trauma, hemorragias e lesões na córnea.

Algumas raças de cães e gatos têm predisposição a doenças oftálmicas específicas, que podem ser congênitas (de nascimento) ou adquiridas. Como, por exemplo, cães jovens das raças Shar-Pei, Bulldog, Rottweiler, Chow Chow, entre outras. Frequentemente desenvolvem alterações de conformação das pálpebras, que requerem tratamento cirúrgico.

Outra afecção comum em animais jovens que têm indicação cirúrgica é o prolapso da glândula da terceira pálpebra. Ela surge como uma bolinha vermelha no canto interno do olho e pode resultar em desconforto e secreção ocular excessiva.

Outros problemas oculares comuns

Podemos também citar outros exemplos de problemas oculares que são comuns aos primeiros animais, como: 

  • Uveíte – é uma das causas dos olhos vermelhos em cachorros e gatos. Acontece quando há uma inflamação da íris, ou devido a um traumatismo, bactérias, vírus, entre outros problemas; 
  • Blefarite –  é a inflamação das pálpebras que também deixa aquela cor avermelhada nos olhos e o motivo vai desde uma infecção até uma alergia. Neste caso, é possível detectar também o inchaço;
  •  Úlcera da Córnea – também pode ser uma causa e trata-se da erosão causada na superfície da córnea, só que nem sempre é possível ser visto a olho nu. O animal pode acabar tendo estrabismo; 
  • Conjuntivite –  é um dos problemas mais comuns entre cachorros e gatos, que deixa os olhos deles avermelhados. É umainflamação da conjuntiva por causa de alguma irritação, alergia ou então uma infecção. 

Principais sinais de problemas oculares

Quando o animal apresenta algum desses problemas oculares, é comum apresentar alguns sinais característicos. Então, podemos citar como  principais: 

  • Olhos vermelhos (vermelhidão);
  • Secreção;
  • Prurido (coceira);
  • Olhos fechados ou piscando excessivamente;
  • Desorientação ou insegurança;
  • Mudanças no aspecto dos olhos, como o aumento de volume do globo ocular.

É importante que o tutor do animal fique atento a esses sinais, pois em alguns casos, podem ser indícios de um problema mais grave.

Medidas e cuidados recomendados

É importante orientar ao tutor quanto à necessidade de procurar um médico veterinário que detém conhecimento na área logo que notar a alteração nos olhos do animal. Como algum incômodo ou se não houver causa aparente. As diferentes causas do aparecimento de vermelhidão nos olhos precisam de atenção e cuidados especiais. Pois, algumas delas, se não tratadas rapidamente, podem levar até mesmo à cegueira.

Alguns cuidados podem ser adotados pelos tutores com o intuito de evitar e amenizar os problemas. Como, por exemplo:

  •  Higienização dos pelo;
  •  Limpeza da região ocular;
  • Evitar o uso objetos (brinquedos) pontiagudos; 
  • Visitas de rotina ao veterinário, dentre outros.

Os casos de problemas oculares em pequenos animais são cada vez mais recorrentes em clínicas e hospitais veterinários. Portanto, estar preparado para atuar com as mais diversas situações é o diferencial do médico veterinário.

Garantir a qualidade de vida dos pets é mais que essencial e para isso é necessário um amplo conhecimento e cautela para resultados positivos. Quando se trata de cuidado com os pets, você, médico veterinário sabe realmente como deve agir?

Pequenos erros podem ser muito prejudiciais. O nosso parceiro CPT Cursos presenciais, está oferecendo uma oportunidade para você ser um expert nos cuidados com as principais doenças oftálmicas em cães. Clique aqui e não perca essa chance!

E pensando em pessoas apaixonadas pela área de pequenos animais e pela profissão de médico veterinário, que trouxemos uma super dica. Clique no banner abaixo e confira mais informações!

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  


Atualizado em: 13 de novembro de 2019

Artigos Relacionados com Pequenos Animais: