A Leishmaniose Visceral Canina (LVC)

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  

As doenças infecciosas que atacam os cães e gatos podem ser evitadas se tomadas às devidas precauções e cuidados com os bichinhos.

Dentre elas destaca-se a Leishmaniose Visceral Canina (LVC) transmitida pelo protozoário Leishmania através da picada do “mosquito palha” contaminado com o parasita. A doença não é contagiosa mas, afeta tanto animais silvestres como domésticos. Preocupações com mordidas e lambidas devem ser descartadas, tendo em vista que, essas, não são meios de contaminação, nem para outros animais, nem para humanos. Destacamos que os humanos podem ser afetados se forem diretamente picados pelo mosquito contaminado.

A LVC pode ser detectada se forem observados os seguintes sintomas: emagrecimento repentino, perda de pelos, lesões no focinho ou orelha, inflamação no olho, crescimento exagerado da unha, artrites, doenças dos rins, baço e fígado. Alguns desses problemas se não detectados e tratados a tempo podem ocasionar problemas irreversíveis ao cão.

A contaminação deve ser evitada mantendo a casinha do cão sempre limpa evitando o acúmulo de fezes ou resto de alimentos. Mas, se há suspeitas de que o seu cão está contaminado leve-o para análise do profissional capacitado.

Fonte: Cães e Gatos

Adaptação: Revista Veterinária

Conheça o Curso de Emergências e Pronto Atendimento em Pequenos Animais

 

 

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •