Atrofia muscular em equinos

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  

Um músculo que não é utilizado se degenera e atrofia, sendo que isso não é diferente para os equinos. Em outras palavras, o músculo enfraquece por falta de estímulos dos tecidos que o mantém.

Tal problema pode ocorrer em virtude de vários motivos. Um deles pode ser por excesso de tempo de confinamento. O animal não se locomove com frequência e, quando tem a oportunidade de sair do determinado ambiente, manifesta o problema.  

Outro motivo está relacionado aos membros lesionados. E isso pode gerar outras consequências, já que um músculo atrofiado faz com que o animal transfira parte do seu peso e/ou esforço para outro membro, causando sobrecargas e outras lesões. 

Há casos mais sérios ainda, em que uma lesão no nervo motor, do local lesionado, pode cortar a comunicação com o cérebro, fazendo com que o músculo não responda mais aos comandos para se movimentar.

Por isso é importante que o animal tenha sempre um acompanhamento, já que massagens e fisioterapia podem restaurar a função do tecido, por meio de estímulos específicos e direcionados, e assim solucionar o problema.

A fisioterapia equina pode ainda utilizar para estes casos aparelhos que promovem a estimulação eléctrica, o qual irá contribuir para a contração do membro, por meio de pequenos “choques”.

Muitas vezes a atrofia de certos membros do animal, seja por qual motivo for, passa despercebida, até que o problema seja manifestado de maneira mais evidente.

 

Profissionais atualizados em fisioterapia equina são cada vez mais requisitados para atuarem com esses tipos de problemas. Seja você um profissional capacitado na área. Clique aqui.

Fonte: Equisport

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Artigos Relacionados com Clínica Médica em Equinos: